Hotel Parnaíba
Destaques

Atraso de salário dos servidores ronda Luciano Leitoa e prefeito pode fazer novas demissões e contenções de gastos



Governo do Estado do Maranhão

A crise econômica que quebrou estados como o Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e milhares de prefeituras por todo o Brasil, vez por outra tem incomodando a gestão do  prefeito Luciano Leitoa. Uma nova queda no Fundo de Participação dos Municípios nestes meses de agosto, setembro e outubro, voltou a acender a luz vermelha de alerta na administração municipal.

Com o fantasma do passado nada agradável de atraso de salário nas gestões de Chico Leitoa e Socorro Waquim, rondando a prefeitura, Luciano Leitoa já tem em mãos um plano de sua equipe de governo pronto para tentar escapar da crise que tenta lhe jogar na mesma situação dos dois ex-gestores citados.

Sem qualquer outra receita que não seja o remédio amargo da contenção de gastos com pessoal e material, Luciano Leitoa mais uma vez pode ter que recorrer ao desgastante recurso da demissão de funcionários.

De acordo com uma fonte do eliaslacerda.com, o prefeito ainda tenta buscar outras alternativas, mas o aprofundamento da crise parece que não lhe deixará outra saída que não essa saída.

Preocupado com a gestão, o prefeito de Timon sempre se mostrou decisivo e prático quando foi necessário recorrer medidas de desagrado para manter seu governo funcionando. “Nesse aspecto, Luciano Leitoa é prático. Ele não vai permitir que seu governo vire desgoverno. Se for preciso demitir para a máquina continuar funcionando ele vai demitir”, avaliou um dos auxiliares do governo pedindo sigilo de seu nome.

Vem turbulências por aí na administração municipal…

Você pode ler também!

  • José Augusto disse:

    Os funcionários da MegaOn de Timon que trabalham na saúde, nas residencias Inclusivas, ainda não receberam o mês de outubro. O pagamento era feito entre o dia 10 e 20,mas até a data de hoje, 03 de dezembro de 2017, nada ainda e sem previsão.

Deixe um comentário



Barro Forte