Elias Lacerda - Telegram
Informes

Falta sintonia entre membros da saúde do estado e da prefeitura em Timon



Governo do Estado do Maranhão

ImageProxyEstá faltando melhor entrosamento entre funcionários da saúde da prefeitura de Timon e órgãos do estado no município. Embora os principais órgãos deste setor sejam administrados por aliados da base de apoio do governador Flávio Dino e do prefeito Luciano Leitoa, tem gente ainda batendo cabeça e não conhece nem mesmo as mais empenhadas pessoas que trabalham no setor de saúde pública da cidade.

Um exemplo claro disso aconteceu na semana passada. Na Unidade de Pronto Atendimento de Timon, a UPA, a diretora do Centro Integrado de Atenção a Saúde da Mulher (CAISM), Maria José, a Mazé, ao acompanhar uma paciente para atendimento foi recomendada por uma assistente social a deixar a sala em que se encontrava.

Mesmo se identificando para a funcionária da rede de saúde do estado, Mazé não a convenceu. A servidora disse que não a conhecia.

Pessoa das mais procuradas no setor de saúde pública de Timon, Mazé está tendo que avisar as dezenas de pacientes que solicitam sua ajuda para tratamento,  que possui limitações de relação com a Unidade de Pronto Atendimento e o Hospital Regional Alarico, os dois órgãos do estado.

  1. Assim perdem Flávio Dino, Luciano Leitoa e, principalmente, o povo que precisa de atendimento…

Você pode ler também!

  • MarthabFernanda e Silva de Oliveira disse:

    A indicação de gerentes da saúde de Timon sem que estes tenha mérito técnico para conhecer a saúde do municiou agrava ainda mais o sofrimento da população timoneiros.
    É só ficar de olho no atual diretor clínico do hospital da UPA e agora também diretor clínico do HRANP.
    Médicos cirurgiões de Teresina,que prestam serviço neste hospital ,já vem o caos se aproximando e já pensam em demissão

Deixe um comentário



Barro Forte