Logo Elias Lacerda
                           Clínica São Rafael

Administração Raimundinho Silveira segue se desentendo com o judiciário de Parnarama

A administração do prefeito de Parnarama, Raimundinho Silveira continua muito mal e não para de dar trabalho para a juíza da cidade, Sheila Silva Cunha. Só neste ano a magistrada já foi obrigada a tomar várias decisões contra irregularidades praticadas na gestão. De indisponibilidade dos bens dele por acusação de mal uso dos recursos públicos a obrigação de repasse ao sindicato dos descontos sindicais dos servidores, a juíza já foi obrigada a determinar.

 

O mais novo corretivo da magistrada em Raimundinho Silveira foi tornar ilegal a anulação de um ato do prefeito que tentou impedir a transferência de alguns servidores da zona rural para a zona urbana.

 

Os servidores Delmar Galdino do Nascimento (Processo Nº  0000619-57.2017.8.10.0105), Leidiane Moura Costa (Processo Nº 0000433-34.2017.8.10.0105) Paulo Rodrigues da Silva (Processo Nº 0000215-06.2017.8.10.0105); e Maria de Jesus Lopes Carneiro e Nivaldo Alves de Oliveira (Processo Nº 0000634-26.2017.8.10.0105), tiveram suas lotações mantidas na Sede do Município, por decisão judicial, em caráter definitivo.

 

Esses servidores fizeram remoção regular, da zona rural para a zona urbana, mas o Prefeito Raimundo Silveira tinha determinado o retorno dos mesmos para a Zona Rural, no início de 2017.

Naquela época, o Juiz Manoel Felismino tinha suspendido os efeitos da remoção, em decisão liminar. Agora, a Juíza Sheila Silva Cunha, julgou o mérito e confirmou a liminar, anulando o Ato do Prefeito Raimundo Silveira e mantendo definitivamente esses servidores na sede do Município de Parnarama.

 

Por conta dessa última decisão da juíza, circula nos bastidores informações não oficiais de o prefeito pretende solicitar a devolução dos servidores municipais que estão a disposição da justiça e trabalham no fórum da cidade. Sem os servidores do município o funcionamento da justiça em Parnarama fica praticamente inviabilizado por falta de pessoal.

Seria uma retaliação da gestão contra as decisões da juíza local.

Mas ressalta-se que essa informação circula apenas em grupos de WhatsApp e não tem nada de oficial.

Verdade ou não, o fato é que os últimos acontecimentos em Parnarama mostram que a gestão Raimundinho Silveira está muito incomodada com os olhos atentos e justos do judiciário local.

Aguardemos cenas dos próximos capítulos.

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael