Destaques

Bolsa Família : Valor médio passará para 705 reais

O valor médio do Bolsa Família vai aumentar. A partir de segunda-feira (19), o benefício começa a ser pago com novas regras, que foram definidas em um decreto assinado pelo presidente Lula.

Pelo celular, a dona de casa Camila de Oliveira soube da novidade.

“Entrei no aplicativo e conferi e vi que tinha aumento”, conta.

Ela, o marido e quatro filhos moram em uma casa na região da Estrutural, a 15 km do Centro de Brasília e dependem do Bolsa Família para abastecer a despensa.

“Só ele que trabalha. E, assim, às vezes tem, às vezes não tem serviço. Vai ajudar bastante dentro de casa com quatro crianças pequenas, vai ser muito importante para a gente”, diz Camila.

A partir de junho, o cálculo do pagamento vai mudar. O governo vai passar a pagar R$ 142 por integrante de cada família. Em lares com menos de quatro pessoas, o valor mínimo de R$ 600 será garantido. Somado a isso, continuarão a ser pagos R$ 150 por criança entre 0 e 7 anos incompletos.

E, a partir de agora, mais R$ 50 por gestante ou criança ou adolescente entre 7 e 18 anos incompletos. No caso de gravidez, o valor extra será depositado por nove meses.

O ministro do Desenvolvimento Social, Wellington Dias, explicou que o pagamento por integrante da família, em vez de um valor único, era uma reivindicação antiga.

“Uma família de 10 pessoas adultas recebia antes do Auxílio Brasil R$ 600, que era ali R$ 60 per capita. Agora, essa família de dez, ela vai para R$ 1420. Ou seja, ela tem ali uma condição de uma renda que garante a condição da alimentação”, diz Wellington Dias.

Segundo o governo, com as novas regras, quase 10 milhões de famílias terão aumento no valor do benefício. O pagamento deste primeiro mês começa a ser depositado a partir de segunda-feira (19) e vai até o dia 30 – de acordo com o Número de Identificação Social, o NIS.

Com a nova regra, o valor médio do benefício, que em maio era de R$ 672, passará para R$ 705.

“O aumento que está vindo vai ser muito importante não só para mim, mas para todas as famílias que vão receber, porque a gente que tem filho pequeno sabe o quanto é difícil e também sem trabalhar fica mais difícil ainda”, completa Camila de Oliveira.

 

Do G1

12 Comentários

  1. É acho tudo isso muito lindo,aumento de bolsa família maior que o aumento do salário mínimo e pior é do bolso do trabalhador que sai ,aí eu trabalho duro no sol ,tenho despesas com filhos estudantes e não tenho direito a esse complemento e aí não generalizando mas pessoas que não ou nunca trabalharam ,que não procuram serviço tem esse direito,uma pessoa que recebe 1000 sem fazer nada não vai trabalhar duro pra ganhar 1300,nunca.

    1. Eu preferia um emprego voce tem todos os diretos se for demitido ou sair um dia tem o FGTS tudo bolsa família não tem garantia nenhuma pode acabar a qualquer momento

  2. Só acho que um salário mínimo tá muito difícil para sobreviver quem recebe o bolsa família e trabalha não era pra ser cortado e sim continuar no benefício com essa ajuda só assim incentivava muita gente a trabalhar mais se a pessoa arrumar um emprego corta por isso que tem muita gente que prefere tá em casa pra não perder o benefício

  3. Eu sou sozinha sem trabalho sem renda dependo dos meus filhos pra tudo e não consigo o bolsa não consigo trabalho devido a minha idade aí fica difícil já levei documentação não sei mais oq fazer mas amem tudo a seu tempo estou sofrendo de ansiedade por tanto pensar na minha situação e muita gente consegue sem precisar

  4. Sou mãe solteira e não tenho nenhuma renda e lá no cadastro apareceu uma renda de 500 reais e o meu bolsa família fez foi diminuir 325 vou fazer o que mesmo se não tenho nenhuma renda

  5. O meu fez foi diminuir.
    Grávida e com uma filha de 3 anos e não posso trabalhar pois tenho que ficar de repouso.
    Agora conheço um monte que tem filho trabalhando tem marido e recebe mais de 700 reais.
    Muita sacanagem isso!
    Se pudesse escolher preferia trabalhar doq receber essa mísera que vc não pode contar nunca
    Pois já inventaram um monte de coisas p bloquear, cancelaram e agora vem com essa de proteção com esse valor de 375,00.
    Quem passa com isso?
    Não vejo a hora de ganhar e voltar a trabalhar pra ter meu dinheiro de novo.

Faça um Comentário

Elias Lacerda

Elias Lacerda

Elias Lacerda
Jornalista apaixonado pela notícia e a verdade