Logo Elias Lacerda
                           Clínica São Rafael

Contratado por empresa, jornalista disparava cerca de 200 fake news por minuto contra políticos no Piauí

A Polícia Civil do Piauí identificou que um jornalista de Valença – nome não foi divulgado – disparava cerca de 200 mensagens falsas – chamada fake news – contra políticos do Piauí. Os alvos dele eram autoridades políticas como o governador Wellington Dias (PT), o ex-secretário de Segurança Pública, Fábio Abreu, o secretário estadual de Cultura, Fábio Novo, deputados e até o juiz de Valença.

A investigação é da Delegacia de Repressão a Crimes de Informática (DRCI) com apoio do Laboratório Cibernético da Secretaria Estadual de Segurança Pública.

O delegado Humberto Macola, gerente de Inteligência da Polícia Civil, que coordena o Laboratório Cibernético, informou que uma empresa de marketing contratou o jornalista para fazer os disparos de mensagens falsas contra os políticos do estado.

“O DRCI e o Laboratório Cibernético já reuniram provas para constatar os crimes e ele confessou.  Ele disparava ao mesmo tempo de 100 a 200 mensagens fake news por minuto”, informou o delegado.

O delegado ressalta que a liberdade de expressão é garantida como opinião. “O que não se pode é mascarar a verdade publicando inverdades, mentiras com intuito de prejudicar alguém”.

Ainda hoje a polícia do Piauí deve divulgar mais informações sobre a operação contra esse tipo de crime cibernético cometido durante as eleições do ano passado.

 

Do cidadeverde.com

 

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

*
*

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael