Logo Elias Lacerda
Clínica São Rafael

Daniel Coimbra deixará o PSDB e Alexandre Almeida deverá indicar novo presidente do partido em Timon

O Diretor do Procon de Timon, Daniel Coimbra, deixará o PSDB de Timon. O anúncio foi feito pelo próprio Daniel ao jornalista Elias Lacerda na manhã desta segunda (11).

Presidente do partido no município, Daniel arruma as malas para deixar a sigla em solidariedade ao vice-governador Carlos Brandão, que também está desistindo de continuar dirigindo a sigla no Maranhão, depois que o senador Roberto Rocha se filiou ao partido com intenção de ser candidato a governador e vem insistindo em tomar a direção da sigla no estado.

Indicado por Carlos Brandão para dirigir os tucanos em Timon, Daniel Coimbra é mais uma das várias lideranças que devem acompanha o vice-governador no partido em que ele se filiar. Seu mandato de presidente vai até março de 2019, mas Daniel não tem o menor interesse em ficar na sigla na situação atual.

“Brandão foi muito correto comigo sempre. Não tem sentido a minha permanência no PSDB com os novos rumos do partido no estado.  Prefiro acompanhar Brandão pra onde ele for”, afirmou Daniel Coimbra.

Partido deverá ficar com Alexandre Almeida

Político timonense mais próximo do senador Roberto Rocha, o deputado estadual Alexandre Almeida deverá ser a liderança política que vai traçar os novos rumos PSDB de Timon. Deverá ser ele, e não há como pensar o contrário, a pessoa que vai indicar os novos dirigentes do partido no município.

O PSDB poderá até mesmo ser uma alternativa para o deputado que analisa a possibilidade de ser candidato ao senado, pois no seu partido atual, o PSD, que tem como presidente da sigla no Maranhão, o ex-secretário de fazenda do estado , Cláudio Trinchão, dificilmente resistirá as pressões para retirada de um projeto de candidatura dessas, tendo em vista que o grupo Sarney já tem seus dois candidatos ao senado para 2018, Lobão e Sarney Filho.

Com Roberto Rocha dirigindo o PSDB no Maranhão, Alexandre poderia deixar o PSD e procurar o ninho tucano para se resguardar de possíveis pressões do grupo Sarney e assim alimentar seu sonho de ser candidato a senador.

A única dúvida é: Roberto Rocha e Alexandre Almeida teriam mesmo disposição e coragem de contrariar o velho oligarca Sarney e seu grupo ?

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael