Hotel Parnaíba
Destaques

Empresário João Claudino tem projeto para construir empreendimento no entorno da área da Lagoa do Sambico




O empresário João Claudino Fernandes tem projeto para construção de uma das lojas do grupo Claudino no terreno que ele diz ser de sua propriedade na Lagoa do Sambico, em Timon. A revelação foi feita ao titular do eliaslacerda.com pelo ex-funcionário do grupo e atualmente vereador, Ivan do Saborear, do PTB.

De acordo com Ivan, o empresário considera o terreno de sua propriedade com uma posição geográfica nobre e estratégica para a construção de uma das lojas do grupo em Timon, tendo em vista que a área da lagoa tornou-se muito importante para o comércio local após as construções do supermercado Mateus e o Shopping Cocais.

No ano passado, em notícia exclusiva revelada neste eliaslacerda.com, várias pessoas reivindicaram na justiça terem terrenos dentro e no entorno da lagoa, o que impossibilitou ao grupo do empresário Paulo Guimarães, construtor do shopping Cocais,  cumprir acordo feito com o Ministério Público e a prefeitura para a construção do Parque Ambiental da Lagoa do Sambico.

Com documentos dos imóveis na área, o empresário João Claudino, o ex-vereador de Teresina, Chico Wilson e a empresária Mariazinha foram alguns dos que reivindicam seus terrenos na área da lagoa. O caso foi parar no Ministério Público Federal em Caxias, mas de lá voltou para a prefeitura de Timon.

“O MPF pediu ao Ibama para que emitisse parecer se a lagoa era ou não área de preservação ambiental, entretanto o Ibama disse que a situação não lhe compete, mas a prefeitura de Timon. Assim sendo, cabe agora a prefeitura de Timon autorizar ou não a construção da loja do grupo Claudino’, explicou Ivan do Saborear.

O vereador de Timon observou que não há porque impedir uma nova construção , pois no local já foram construídos o shopping e o supermercado Mateus e ressalta os benefícios do empreendimento do grupo Claudino. “Com a construção serão gerados dezenas de empregos aos timonenses, proporcionando riquezas e arrecadação para os cofres públicos do município”,, destacou ele.

 

Você pode ler também!

Deixe um comentário



Barro Forte