Flávio Dino diz que nunca atendeu qualquer interesse da Odebrecht: “a verdade vai prevalecer”

Do blog do John Cutrim –O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) afirmou, por meio das redes sociais, que tem a “consciência absolutamente tranquila de jamais ter atendido qualquer interesse da Odebrecht”. “Se um dia houver de fato investigação sobre meu nome, vão encontrar o de sempre: uma vida limpa e honrada“, declarou.

Dino está na lista com os 108 alvos dos 83 inquéritos que o procurador Geral da República, Rodrigo Janot, encaminhou ao Supremo Tribunal Federal (STF). O governador maranhense se diz inocente. “O justo propósito de investigar crimes muitas vezes atinge injustamente pessoas inocentes. É o meu caso“, asseverou. “Tenho absoluta certeza de que a verdade vai prevalecer, separando-se o joio do trigo.  Inevitável a indignação por ser citado de modo injusto sobre atos que jamais pratiquei. Mas infelizmente faz parte da atual conjuntura“, completou.

O ministro do Supremo, Edson Fachin, determinou a abertura de inquérito contra oito ministros, 24 senadores da República e 39 deputados federais. Também serão investigados no Supremo um ministro do Tribunal de Contas da União, três governadores e 23 outros políticos e autoridades que, apesar de não terem foro no tribunal, estão relacionadas aos fatos narrados pelos colaboradores.

O senador Edison Lobão (PMDB) e o deputado federal José Reinaldo Tavares (PSB) também estão na lista e serão investigados no Supremo Tribunal Federal. De acordo com delações, Lobão recebeu 5,5 milhões de reais para ajudar a anular a licitação da hidrelétrica de Jirau.

Os crimes mais frequentes descritos pelos delatores são de corrupção passiva, corrupção ativa, lavagem de dinheiro, falsidade ideológica, e há também descrições a formação de cartel e fraude a licitações.

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
TekyNik