Logo Elias Lacerda
                           Clínica São Rafael

Justiça condena assessor do PSL que atirou em retrato de Lula a pagar indenização e pedir desculpas

Ainda que cara e imprescindível à ambiência democrática, a liberdade de expressão não é ilimitada — como não o são os demais direitos fundamentais do cidadão — e tem suas fronteiras delimitadas pelo próprio ordenamento jurídico, que, por exemplo, pune criminalmente determinadas manifestações afrontosas à honra.

Com base nesse entendimento, o juiz Mauricio Tini Garcia, da 2ª Vara Cível do Foro de São Bernardo do Campo (SP), condenou José Alberto Bastos Vieira Junior, assessor parlamentar do PSL, a indenizar o ex-presidente Lula em R$ 5 mil por danos morais.

O assessor parlamentar publicou um vídeo em que aparece disparando 10 tiros em uma foto do ex-presidente da República. Na mesma decisão, o magistrado ordenou que o réu publique um pedido de desculpas no mesmo perfil que proferiu as ofensas no Instagram.

Ao analisar a matéria, o juiz ponderou que na postagem do assessor do PSL os limites da liberdade de expressão foram violados. “A manifestação do réu vai além de mera crítica, mas é marcada por atos de violência, que podem vir a colocar em risco a segurança do autor, à medida que a expressão raivosa do réu, ainda que direcionada à reprodução imagética do autor, pode sugerir atos que viriam a, concretamente, trazer maiores danos”, diz trecho da decisão.

Lula foi representado por Eugênio Aragão, sócio do escritório Aragão e Ferraro Advogados. “Independentemente dos sentimentos nutridos em relação ao presidente Lula e das discordâncias existentes, para o adequado e harmônico convívio em sociedade é indispensável um tratamento senão respeitoso, ao menos civilizado, o que não ocorreu neste caso”, afirmou.

Clique aqui para ler a decisão
1029863-77.2019.8.26.0564

 

Do site Consultor Jurídico

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

*
*

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael