Logo Elias Lacerda
                           Clínica São Rafael

Justiça em Teresina condena réu acusado de matar advogado que trabalhou em Timon

O juiz Carlos Hamilton Bezerra Lima, da 1ª Vara Criminal de Teresina, condenou o réu Francinaldo dos Santos Batista a 23 anos de prisão pela morte do advogado Ozires de Castro Machado Neto. O crime ocorreu no dia 11 de setembro de 2017, no bairro Saci, zona Sul de Teresina. Outros dois acusados de participar da ocorrência foram absolvidos por falta de provas e tiveram suas medidas cautelares revogadas.

Ozires de Castro Machado Neto chegou a trabalhar no Juizado de Timon sendo que sua morte foi lamentada por quem o conheceu no judiciário local.

O magistrado estabeleceu a Penitenciária Irmão Guido para o início de cumprimento da pena e, ainda,  negou o direito de recorrer em liberdade tendo em vista há vários processos que ele responde na comarca. Na mesma decisão, o juiz decretou a prisão preventiva do acusado.

Ozires foi morto com um tiro quando se recusou a entregar seu celular durante um assalto na Quadra 12, do bairro Saci, em Teresina. Francinaldo foi apontado nas investigações como o autor do disparo. Em sua defesa, ele alegou inexistência de provas suficientes para a condenação.

“Após a análise das provas carreadas aos autos, conclui-se que apenas em parte a denúncia se confirmou, pois embora a materialidade seja evidente, a autoria está demonstrada em relação a um só dos acusados.
No que pertine aos demais acusados, verifica-se que não há provas suficientes para suas condenações”, disse o juiz.

Na última sexta-feira (10), a Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso confirmou a prisão de um dos acusados de matar o advogado, Ozires de Castro Machado Neto. O acusado não teve o nome divulgado (reveja matéria clicando aqui). Ele estava em uma residência no bairro Jardim Vitória, em Cuiabá.

 

Do cidadeverde.com

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael
Ateliê dos Doces