Logo Elias Lacerda
                           Clínica São Rafael

Na companhia de Rafael Leitoa, Secretário de Saúde do Maranhão entrega 12 leitos de UTI em Timon

O Governo do Estado do Maranhão através da Secretaria Estadual da Saúde, entregou ontem , terça-feira (7), 23 novos leitos no Hospital Regional Alarico Nunes Pacheco, em Timon. A estrutura, com 12 leitos de UTI e 11 de enfermaria, faz parte de um conjunto de ações e medidas executadas pelo poder público estadual para garantir a assistência às pessoas infectadas pelo novo coronavírus (Covid-19) e também para combater o avanço da doença no Maranhão.

A entrega contou com a presença do Secretário Estadual de Saúde, Carlos Lula, do líder do governo, deputado Rafael Leitoa, Secretário de saúde de Timon, Marcus Vinicius, diretor da Empresa Maranhense de Administração Hospitalar, Marcos Grande, da diretora regional de saúde, Florisa Carvalho e diretores do Alarico Pacheco.“Estamos entregando esta unidade de terapia intensiva que é histórica para a região, assim como o centro cirúrgico que vai concretizar o processo de revitalização do Hospital de Timon. Esses leitos serão fundamentais para o tratamento de pessoas infectadas, no caso de o cenário se agravar na região”, disse o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

Rafael Leitoa na sua rede social prestou conta do trabalho que vem fazendo. “Estamos felizes em contribuir com o nosso mandato e fazer essa necessidade vital se tornar realidade ainda mais na hora que mais nossa população precisa”, afirmou com a conquista dos leitos de UTI e investimentos da saúde no município, agradecendo em seguida o apoio dos colegas da assembleia , ao governador Flávio Dino e ao Secretário Carlos Lula.

Além dos 12 leitos de UTI, o hospital também inaugurou 11 leitos de enfermaria prontos para serem usados na assistência aos casos moderados. A solenidade foi marcada ainda pela inauguração de um  bloco de centro cirúrgico com quatro salas e três mesas para procedimentos.

Também foram entregues testes rápidos para detecção do vírus em profissionais de saúde e pacientes considerados graves, bem como equipamentos de proteção individual (EPI).

De acordo com o diretor clínico do Hospital de Timon, Candilberto Filho, trata-se de um dia histórico para toda a população. “Há 20 anos a população espera por este momento, e, apesar de estarmos em um momento delicado, é  durante as crises que o ser humano se enche de criatividade para tomar ações positivas. Que esta estrutura possa trazer mais confiança para as pessoas”, declarou.

Para o presidente da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh), Marcos Grande, o governo estadual não tem medido esforços para continuar impedindo o crescimento do Covid-19 no Maranhão. “O que resume o nosso trabalho até aqui é  a responsabilidade. Desde o início, o governo tem se preparado e adaptado as suas estruturas para todos os tipos de cenários”, afirmou.

Presente no momento de entrega, o deputado estadual Rafael Leitoa comentou que a cidade agora pode contar com seus primeiros leitos de UTI. “Com essa estrutura poderemos atender a população, principalmente em um momento como este devido a situação do Covid-19. Esses leitos chegam em boa hora e só temos a agradecer ao Governo do Estado e à Secretaria Estadual de Saúde pelo empenho colocado para que este momento fosse possível”, observou.

Para enfrentar a pandemia do Coronavírus, o Governo do Maranhão criou 132 leitos de UTI e mais 120 de enfermaria novos, todos destinados a pessoas diagnosticadas com a doença nos níveis moderado e grave.

Hospital de Campanha

Fortalecendo ainda mais as ações de combate ao Covid-19 na região, a SES estabeleceu um hospital de campanha no município em parceria com a Prefeitura de Timon. Enquanto o estado disponibilizou equipe médica e de enfermagem, para trabalhar no local, a gestão municipal disponibilizou a estrutura.

O hospital de campanha funcionará em uma escola da rede estadual com capacidade para acolher de 8 a 16 pessoas. Os casos considerados leves serão tratados em isolamento domiciliar, enquanto que os moderados ficarão em observação no local tendo a disposição assistência médica com oxigênio, com transferência para o Hospital Municipal se houver necessidade. Já os pacientes graves, receberão os primeiros cuidados e em seguida encaminhados para UPA onde três leitos já foram montados.

Com informações da assessoria e acréscimo do eliaslacerda.com

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

*
*

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael