Destaques

Pai de jovem desaparecido quer afastamento da delegada de Homicídios de Timon do caso

O policial aposentado Carlos Silva (na foto acima), pai do jovem Carlos Júnior, que está desaparecido desde o dia 25 de março deste ano , por volta das 14 horas, no bairro São Benedito, em Timon, está defendendo que a delegada de Homicídios de Timon, Nayana Chaves  seja afastada das investigações do caso (veja matéria inicial clicando aqui).

Carlos Silva entende que a delegada não tem cumprido com as devidas investigações que poderiam esclarecer o desaparecimento do filho dele. “Pelo que sei, ela não pediu as filmagens de vídeo monitoramento das avenidas Piauí, em Timon e nem da Maranhão, em Teresina. Também não fez a acareação de um suposto envolvido no desparecimento de meu filho, bem como interceptação telefônica dos supostos envolvidos”, afirmou Carlos Silva.

Acompanhado do advogado dos policiais civis do Piauí , Marcus Vinicius, Carlos Silva vai se encontrar nesta quinta-feira, dia 4, no Ministério Público com a promotora Karine Chaves onde vai tratar sobre o assunto. Disse que vai pedir o empenho da promotora por entender que ela pode ser a única pessoa a ajudar a esclarecer sobre o desaparecimento do filho. ” Não quero que este seja mais um caso insolúvel em Timon. Vou lutar até as últimas consequências para o destino que tomou o filho. Ainda acredito que ele esteja vivo”, disse ele.

O eliaslacerda.com tentou falar com a delegada Nayana Chaves, mas não obteve respostas em sua mensagem enviada.

O leitor pode ajudar a esclarecer este desaparecimento fornecendo informações conforme o banner abaixo:

3 Comentários

Faça um Comentário

Elias Lacerda

Elias Lacerda

Elias Lacerda
Jornalista apaixonado pela notícia e a verdade