Logo Elias Lacerda
                           Clínica São Rafael

Pessoas que moravam em palafitas em São Luis vão morar em modernos apartamentos construídos pelo governo do Maranhão

Conjunto Residencial Jomar Moraes, no Sítio Piranhenga. Foto: Carlos Pereira/Secap

Em fase de acabamento, o Residencial Jomar Moraes, no Sítio Piranhenga; o José Chagas, na Ilhinha; e o Residencial Piancó, no Itaqui-Bacanga, são mais algumas das ações do Governo do Maranhão voltadas a resolver antigos problemas de São Luís. Com 1.664 apartamentos, os residenciais vão atender famílias que viviam em condições de vulnerabilidade social, como em palafitas, e que hoje recebem o aluguel social.

Construídas por meio do Programa Minha Casa Meu Maranhão, que tem recursos do Minha Casa Minha Vida com contrapartida do Governo do Estado, as obras são executadas pela Secretaria de Estado de Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid).

“Essas unidades vão resolver, principalmente, problemas de vulnerabilidade habitacional, são apartamentos adequados a famílias, temos unidades adaptadas para idosos e deficientes físicos, tudo pensado para garantir o conforto e segurança dessas pessoas”, explicou o secretário adjunto de Assuntos Metropolitanos da Secid, Raimundo Reis.

No Jomar Moraes, o maior dos três e localizado no Sítio Piranhenga, são 1.104 apartamentos de dois quartos e as unidades do térreo são adaptadas. “Essa obra está inserida no âmbito do programa PAC I, que comporta uma série de ações que foram realizadas na Liberdade, Camboa, Fé em Deus e que tem relação com a construção da Avenida Jackson Lago e com melhorias habitacionais na área. A construção de moradias populares nesse projeto é a cereja do bolo”, detalhou o secretário adjunto.

Minha Casa Meu Maranhão

Área de lazer do Residencial Jomar Moraes. Foto: Carlos Pereira/Secap

Outra obra em vias de ser executada pelo Governo do Maranhão e destinada à redução do déficit habitacional em São Luís é o Residencial Parque Independência. Nele, serão mais de dois mil apartamentos destinados a servidores estaduais.

Com a doação do terreno realizada pelo Governo do Estado, as obras poderão ser financiadas com preços abaixo de mercado, até 25% mais barato. A área está localizada onde era feita a Exposição Agropecuária do Maranhão (Expoema).

Ao todo, serão oito condomínios, dos quais cinco com apartamentos de dois quartos, medindo 51,34 metros quadrados, e três condomínios com apartamentos de três quartos. Todos os apartamentos possuem suítes, medindo 65,43 metros quadrados.

Os oito condomínios do Residencial Independência terão, cada um, 256 apartamentos com áreas independentes, compostas por piscina, quadra poliesportiva e área de lazer coberta. Para garantir ainda mais conforto e tranquilidade, serão plantadas duas árvores nativas ou frutíferas por apartamento.

Conjunto Residencial Jomar Moraes, no Sítio Piranhenga. Foto: Carlos Pereira/Secap

Da Assessoria

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

*
*

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael