Logo Elias Lacerda
                           Clínica São Rafael

Preso homem que matou mãe e filha em São Luis; Mandante foi ex-marido que pagou 5 mil reais

De acordo com informações da Polícia Civil, por meio da Superintendência de Homicídio e Proteção à Pessoa (SHPP), Graça Maria Pereira de Oliveira, de 57 anos, e Talita de Oliveira Friseiro, de 27 anos, encontradas mortas no dia 7 de junho em um carro no bairro Quintas do Calhau, em São Luís, foram assassinadas a mando do ex-marido da empresária.

Durante entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira (22), a delegada Viviane Fontenelle do Departamento de Feminicídio esclareceu que a principal motivação do crime teria sido ganhos de uma disputa judicial recebidos por Graça Maria, como a posse de uma empresa e um terreno de alto valor.

Ainda de acordo com a delegada, o ex-marido da empresária contratou um homem para matar as duas mulheres por uma quantia de R$ 5 mil reais. O suspeito trabalhava em uma obra ao lado da residência das vítimas e tinha fácil acesso à casa, já que era conhecido da família.

A análise de imagens revelou que o homem saiu da casa das vítimas por volta de meio dia do sábado (6). Na ocasião, ele carregava uma pequena bolsa, uma maleta de ferramentas e um celular.

Depois do crime, o autor vendeu o aparelho celular no bairro da Divinéia, em São Luís. O dispositivo foi rastreado pelo Serviço de Inteligência da Polícia Militar, que conseguiu localizar o vendedor.

Durante depoimento, o autor do crime disse que tinha recebido orientações do ex-marido da empresária Graça Maria para que matasse as vítimas por asfixia. O suspeito teria recebido ainda outras duas opções: colocar os corpos no carro e incendiá-los ou causar um incêndio na casa depois de ter matado as vítimas. O executor apenas deixou os corpos dentro do carro cobertos por um lençol.

A delegada contou ainda que o autor do duplo feminicídio matou primeiro a mãe asfixiada, e logo depois a filha, também por asfixia, além de vários golpes na cabeça.

O autor do crime foi preso no último fim de semana. O ex-marido da empresária foi preso na cidade de Imperatriz, a 626 km de São Luís, e deve ser trazido para a capital para prestar depoimento.

Entenda o caso

Os corpos de Graça Maria Pereira de Oliveira, de 57 anos, e Talita de Oliveira Friseiro, de 27 anos, foram encontrados enrolados em um lençol dentro um veículo, na garagem da casa das vítimas, no dia 07 de junho.

A empresária foi amarrada e asfixiada. Já a filha, além de sofrer asfixia, tinha várias lesões corporais pelo corpo. No imóvel, não foram encontrados sinais de arrombamento.

As vítimas foram encontradas por parentes, que estranharam o sumiço das duas e resolveram procurá-las.

1 comentário

Rômulo Rocha
Comentou em 22/06/20

Crime Bárbaro que a justiça maranhense tome os devidos procedimento em condenar os culpados mais rápido possível . Um caso típico de pena de morte que o Brasil deveria adotar no seu corpo judicial .
Sempre com a tese quem realmente está preso no Brasil é quem morrem.
Esses assassinos são uns verdadeiros hereges, o mandante mandou matar a ex-esposa e a própria filha de sangue .

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

*
*

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael