Logo Elias Lacerda
Clínica São Rafael

Saiba quando os bares, restaurantes e barracas do litoral do Piauí vão voltar a abrir

Os serviços de alimentação no Piauí estão com o seu funcionamento suspenso desde o mês de março, quando o Governo do Estado divulgou as medidas preventivas considerando a pandemia do novo coronavírus, após a publicação do decreto de calamidade pública no Piauí. De acordo com o decreto, todas as atividades em bares, restaurantes e serviços de alimentação, exceto delivery, ficaram proibidas de funcionar por tempo indeterminado.

Na próxima segunda-feira (17), esses serviços serão liberados para normalizar o seu funcionamento presencial e consumo no próprio estabelecimento, com exceção daqueles que estiverem localizados em praias e balneários, que deverão ter a normalização do seu serviço somente no dia 8 de setembro, quando serão liberadas as atividades ligadas ao patrimônio cultural e ambiental.

No início de agosto, turistas foram multados no litoral porque ignoraram a pandemia e se aglomeraram em restaurantes de praias .

“Os serviços serão liberados para o funcionamento presencial, mas eles deverão seguir as recomendações com as medidas higienicossanitárias contidas no Protocolo Geral e Específico para o setor, para que tenhamos um retorno mais seguro”, ressaltou a diretora da Vigilância Sanitária do Piauí, Tatiana Chaves.

Todas as medidas adotadas pelo Governo do Estado têm como objetivo conter a disseminação da Covid-19 no Piauí.

A liberação das atividades econômicas no Piauí é avaliada pelo Comitê de Operações Emergenciais (COE) e pelo Comitê PRO Piauí, de acordo com o seu risco epidemiológico e, por isso, os bares e restaurantes localizados em praias e balneários do Estado não foram incluídos no grupo que retornará no próximo dia 17.

“Cada atividade é avaliada baseada nos riscos epidemiológicos que elas representam. Liberar esses serviços para funcionamento agora nas praias, por exemplo, seria um grande risco para o aumento da disseminação da Covid-19 no Piauí. Entendemos a ansiedade e necessidade para o retorno desses setores, mas nós pedimos, em prol da saúde de toda a população, que aguardem a data prevista para a liberação do funcionamento, pois assim, esses estabelecimentos com certeza poderão retornar com uma maior segurança”, finalizou Tatiana Chaves.

 

Do oitomeia.com.br

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael