“São trabalhadores e não foram julgados”, diz defensor público sobre homens presos no Parque Alvorada

O Defensor Público de Timon, Cícero Sampaio de Lacerda conversou com o eliaslacerda.com sobre a prisão de Wagner Vinícius da Conceição, Pablo Pereira da Silva e Patrick Pereira da Silva, ocorrida na última segunda-feira (16) no bairro Parque Alvorada, sob a acusação de terem espancado Francisco Reinaldo de Sousa, fato ocorrido em novembro do ano passado.

De acordo com o Defensor, os três acusados não tem passagem pela polícia e são trabalhadores. Ele ressaltou que o caso ainda não foi julgado. Os três tiveram a prisão preventiva decretada pelo juiz local, mas a primeira audiência só acontecerá no dia 3 de maio próximo.

Cícero Sampaio de Lacerda disse acreditar que o fato onde os três estão sendo acusados de espancamento precisa ser melhor esclarecido. Conta que num levantamento superficial já aponta que pelo menos um dos acusados, Patrick Pereira da Silva, talvez nem estivesse no local.

O Defensor Público contou que tudo que se sabe até agora é que um menor infrator teria sido acusado de roubar um celular de uma moça e quando Francisco Reinaldo de Sousa, parente da vítima, foi atrás de buscar o aparelho, teve início a confusão.

Cícero Sampaio de Lacerda contou está fazendo a defesa dos acusados e salientou que ambos são trabalhadores que nunca se envolveram antes em confusões de violência.

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
TekyNik