Logo Elias Lacerda
Clínica São Rafael

Veja alguns dos nossos irmãos timonenses que foram mortos pelo novo coronavírus

O eliaslacerda.com acompanhou como nenhum outro veículo de comunicação de Timon as preocupações e danos que causaram ou vem causando o novo coronavírus na sociedade timonense. Desde o surgimento do primeiro caso na cidade até os dias atuais muitos morreram pela pandemia.

Até esta data 171 pessoas foram a óbito pela doença em Timon.

Neste Dia de Finados estamos trazendo aqui algumas matérias que publicamos com nomes conhecidos na sociedade timonense que se foram vítima da Covid-19. As matérias estão com a data do dia em que foram publicadas.

Acompanhe:

 

A morte da professora Ceci Bezerra Guimarães

O novo coronavírus levou na madrugada desta quinta-feira, 21 de maio, uma querida e conhecida professora aposentada de Timon.

Trata-se de dona Maria Ceci Bezerra Guimarães. Ela era aposentada pela educação estadual do Piauí e também do Maranhão onde aqui em Timon trabalhou por anos no colégio Higino Cunha.

Esposa do também falecido João Dentista, dona Ceci, como era mais comum ser chamada, sentiu fortes sintomas da doença na última quinta-feira, dia 14, quando foi internada no hospital São Paulo, em Teresina, através de um plano de saúde.

Ela tinha 78 anos e era diabética e hipertensa. Morava na rua Magalhães de Almeida, no centro.

 

A morte de Iglesias Alves

Este domingo, 21 de junho, amanheceu com muita dor em Timon para os parentes e amigos do agente comunitário de saúde e advogado Iglesias Alves. Pessoa das mais queridas e conhecidas na cidade, Iglesias faleceu nas primeiras horas da manhã num hospital de Teresina vítima do novo coronavírus.

O anúncio da morte dele foi dado com muito choro pela própria filha dele ao jornalista Elias Lacerda.

Iglesias Alves lutava contra a Covid-19 há dias numa UTI do Hospital Unimed, em Teresina. A notícia da morte dele está deixando a todos abalados. Amigos e parentes estão arrasados.

 

A morte de Seu Nascimento

Com o aumento no número de infectados na cidade e em todo o território nacional, cada vez mais o novo coronavírus faz vítimas conhecidas na sociedade.Timon perdeu nesta quarta-feira, 3 de junho, para a doença um dos seus mais reconhecidos moradores.

Trata-se de Nascimento Ferreira da Silva, o popular “Nascimento”. Ele faleceu por volta do meio dia de hoje no Hospital Regional Alarico Pacheco vítima do novo coronavírus.

Seu Nascimento foi levado para a UPA de Timon no final da semana passada. Lá testou positivo para a doença e ficou internado sendo que ontem, terça-feira (2) , foi transferido para uma das UTIs do Hospital Alarico Pacheco onde veio a falecer nesta quarta.

Nascimento Ferreira da Silva, o popular “Nascimento” tinha 77 anos e na década de 1980 fez história em Timon quando era dono de um restaurante na rua do Trânsito, no centro, onde morava.  Gente de Timon, Teresina e até outros estados costumavam frequentar o estabelecimento por uma razão especial: O restaurante tinha uma peixada afamada e considerada das melhores na região.

 

As mortes de Teresinha de Carvalho Lima, João Batista de Carvalho e Luis Carlos , o “Luizinho”

Enquanto muitos ainda ignoram a doença em Timon embalados até em argumentos absurdos de algumas autoridades políticas do país, o novo coronavírus segue fazendo vítimas e levando vidas que não voltam mais. Esta terça-feira (30) tem sido de muita dor para algumas famílias timonenses que tiveram seus entes queridos mortos pela doença.

De acordo com informações colhidas pelo eliaslacerda.com, pelo menos três nomes conhecidos na sociedade local perderam a luta contra doença e foram mortos hoje.

Uma das primeiras vítimas foi dona Teresinha de Carvalho Lima (foto acima), 61 anos, mãe do inspetor da Guarda Municipal de Timon, Jairo de Carvalho Lima.

Ela fazia um tratamento contra o câncer e contraiu o novo coronavírus. Morreu no Alarico Nunes Pacheco na madrugada. O filho usou a rede social para lamentar a perda “Hoje eu perdi a minha fortaleza a minha base. A minha mãezinha partiu e foi morar com Deus. O meu coração estar partido. É muita dor neste momento”, disse o agente da guarda municipal.

Outro nome conhecido foi o de seu João Batista de Carvalho(acima de óculos), membro da família Fortuna e oriundo da cidade de Granja, no Ceará.  Vítima da Covid-19 depois de passar vários dias na UTI, ele veio a falecer nas primeira horas da manhã desta terça (30).

Quem também foi vítima fatal da doença que está banalizando a morte e muitos ainda insistem em ignorá-la,  foi Luis Carlos Sales da Silva, de 53 anos (na foto acima). Ele por anos foi funcionário do grupo Claudino, na empresa Guadalajara e atualmente era autônomo. “Ele não bebia, não fumava, não era de farras e tinha hábitos saudáveis”, disse  ao jornalista Elias Lacerda José Jeremias, amigo de infância de Luis Carlos.

“Luizinho”, como era chamado carinhosamente pelos amigos e parentes, lutou por dez dias na UTI contra a doença que atacou seus pulmões, mas não resistiu e veio a falecer na manhã desta terça-feira.

Luis Carlos Sales da Silva deixou três filhos e seu corpo foi sepultado no povoado São Lourenço, onde o pai, Mundico Carlos reside.

 

A morte de Seu Mundico Carlos

 

Timon perdeu neste 20 de julho Seu Mundico Carlos.

Francisco Carlos da Silva, um dos mais antigos moradores da cidade. Ele tinha 88 anos de idade.

Seu Mundico Carlos, como era chamado, era servidor público aposentado e por longos anoslanos morou no bairro São Benedito, na esquina da avenida 03 com a avenida Luis Firmino de Sousa.

No último dia 30 de junho o octogenário perdeu o filho Luis Carlos Sales da Silva, vítima do novo coronavírus (reveja clicando aqui a matéria sobre a morte dele).

Seu Mundico também faleceu com suspeitas da doença. Um exame dele foi realizado e enviado a São Luis para saber se realmente ele estava com a doença, já que exames de testes rápidos foram negativados.

Assim como o filho, o corpo de seu Mundico Carlos também será sepultado no povoado São Lourenço, onde tem propriedade da família.

 

A morte de Chico Costa

Familiares e amigos foram surpreendidos com o falecimento do professor aposentado e ex-funcionário do tribunal de Justiça do Maranhão,Francisco Carlos Tavares Costa, filho do falecido ex-tabelião de Timon, Jaime Costa, patriarca de uma das famílias mais conhecidas da cidade.

De acordo com o que apurou o eliaslacerda.com junto a integrantes da família, “Chico Costa”, como era comumente chamado, estava internado há cerca de 15 dias no Hospital Prontomed, em Teresina, com sintomas do novo coronavírus e veio a falecer nesta madrugada de sexta-feira, dia 12 de junho.

Amigos lamentam a morte dele e alguns integrantes da família ainda estão arrasados com o fato. Alguns deles com quem o eliaslacerda.com conversou ainda choram a perda do professor. “Ele era uma das pessoas mais queridas de nossa família”, disse um dos familiares com quem conversamos.

 

A morte da funcionária pública do município Simone Bezerra Vera

Timon perdeu nesta quinta-feira (23) uma funcionária pública das mais queridas da Secretaria Municipal de Saúde que prestava serviço na rede municipal de educação.

Vítima do novo coronavírus, Simone Bezerra Veras (nas fotos acima e abaixo), tinha 34 anos de idade e  faleceu no Hospital Regional Alarico Pacheco depois de ser internada no dia 1º deste mês de julho para tratamento contra a doença. Foram 22 dias de internação e de acordo com informações colhidas pelo eliaslacerda.com junto a funcionários do hospital, ela não tinha comorbidade para a doença.

Funcionária da saúde, ela prestava atendimento no setor de saúde do colégio Maria do Carmo Neiva.

Os funcionários da escola ainda estão chocados com a notícia. Reconhecida como uma funcionária das mais queridas da escola, todos estão lamentando a perda. “Não sei como será voltar aquela escola sem poder mais ver a Simone com aquela simpatia e delicadeza que ela tinha. Ela era uma pessoa muito especial na escola. Todos gostavam dela”, desabafou uma funcionária da escola em áudio que circula na rede social.

 

A morte da professora Maria de Fátima Chaves

 

Mesmo tendo diminuído a sua letalidade com diminuição de mortes, silenciosamente o novo coronavírus segue matando em Timon. A mais nova vítima é uma pessoa muito conhecida na cidade.

Trata-se da da professora Maria de Fátima Chaves Guedes, de 63 anos.

Professora da rede estadual de ensino do Maranhão, Fátima dava aula no colégio Higino Cunha e tinha vida social intensa em Timon na atividade política e mantinha muitas relações de amizade.

O falecimento dela aconteceu nas primeiras horas da manhã deste domingo,16 de agosto, no hospital Unimed, em Teresina, após longos dias que a professora lutava contra a doença.

Entre parentes e amigos a morte da professora ainda repercute com muitas lamentações.

 

 

1 comentário

PAULO ROBERTO DE ANDRADE
Comentou em 02/11/20

Quem DEUS os tenham em bom lugar

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael