Logo Elias Lacerda
                           Clínica São Rafael

Diretor do Departamento de Iluminação Pública denuncia vereador na delegacia

Vavá (de camisa amarela), Manuel Brito, Michele Ribeiro e Olívia Miranda – funcionários do Demip procuraram a sede do eliaslacerda.com para denunciar vereador.

O diretor do Departamento Municipal de Iluminação Pública de Timon, Edvar Schalcher, o Vavá, procurou a sede do eliaslacerda.com para denunciar o vereador do PP, Ramon Júnior. Vavá contou que o parlamentar tratou mal servidores e tentou invadir, sem autorização, o almoxarifado daquele departamento na manhã desta quarta-feira (25).

Ele contou que havia marcado, através da assessoria do vereador, recebê-lo na manhã de hoje às 08 e 30 horas , mas o mesmo não compareceu no horário acertado. Como tinha outros compromissos, Vavá teve que se ausentar do departamento, sendo que em seguida o vereador chegou.

“Ele foi bastante deselegante com os servidores. Quis entrar no almoxarifado e quando uma funcionária disse que ele não podia, pois não tinha autorização do diretor. O mesmo tentando intimidar a funcionária, pediu a um assessor que filmasse sua conversa com a funcionária. A funcionária não concordou e não autorizou a gravação, informando ao mesmo que poderia processá-lo. Neste momento, o vereador alegou que gozava de imunidade parlamentar e não precisava de autorização de ninguém”, contou Vavá.

O diretor do Departamento Municipal de Iluminação Pública de Timon afirmou que o vereador destratou vários funcionários e teve comportamento muito arrogante. Acompanhado de um advogado do Departamento de Iluminação pública, Vavá registrou ocorrência no 1º DP de Timon na manhã de hoje. O mesmo fez outros três servidores do departamento que se sentiram destratados pelo vereador.

Edvar Schalcher, o Vavá contou também que fez uma visita ao Ministério Público de Timon relatando o ocorrido onde pediu uma representação contra o vereador.

“Também vou encaminhar um relatório deste episódio a direção da Câmara Municipal de Timon para que tome as devidas providências, pois fui vereador e sei que esse comportamento do Ramon Júnior está longe de ser o comportamento adequado de um parlamentar”, finalizou Vavá.

O eliaslacerda.com está com seu espaço aberto para a versão do vereador sobre o episódio.

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael