Informes rápidos do eliaslacerda.com

Alexandre Almeida no limite da idade para o senado

Falta muito pouco para que o deputado estadual Alexandre Almeida consiga viabilizar sua candidatura ao senado. Por enquanto ele continua em intensas conversas com vistas a concretizar esse projeto.

Registrando sua candidatura e caso ele venha ser eleito, Timon dará ao Brasil o senador mais jovem da história da República, pois o deputado atualmente tem 34 anos e completará 35 no dia 4 de setembro, atingindo assim a idade mínima necessária que exige a lei para aqueles que desejam ser Senador.

 

Com disposição para a concorrer

Poucos pré-candidatos a deputado estadual estão com tanta disposição para concorrer ao pleito deste ano quanto o advogado e ex-gerente Regional de Saúde, Marco Simão. Para quem ainda não acredita que o advogado trabalha diuturnamente para viabilizar sua candidatura e entrar na corrida por uma vaga na Assembleia Legislativa, basta ver com quem ele estava dias atrás em São Paulo. Nada menos que Carlos Manhanelli, um dos maiores especialistas em campanhas políticas do país, homem que já fez  238 delas.

Manhanelli é presidente da Associação Brasileira dos Consultores Políticos e autor de 11 livros sobre marketing e estratégias eleitorais. Um dos livros tem o sugestivo título: “Como ganhar sua eleição para deputado”.

Marco Simão, claro, foi  conversar e pedir orientações ao consultor. O advogado publicou a foto acima no seu Instagram retratando o encontro

 

Apoio de Assis Ramos

Entretanto, mesmo compreendendo a importância do marketing político numa campanha, Marco Simão sabe que mais importante que esses conhecimentos será o apoio do cunhado, Assis Ramos, prefeito de Imperatriz. Administrando a segunda maior cidade do Maranhão e com influência na cena política estadual, Assis será decisivo para Marco Simão. Se não tiver o apoio do cunhado, o advogado timonense vai preferir ficar fora do pleito.

 

Roberto Rocha não abre e vai lançar candidatura de governador

Era tudo que o deputado federal José Reinaldo Tavares não queria: o senador Roberto Rocha anunciou na quinta-feira da semana passada em São Luis (15) que  vai mesmo disputar o governo do estado pelo PSDB. Mais ainda: disse que não existe a mais remota possibilidade de desistir.

José Reinaldo Tavares, que rompeu recentemente com Flávio Dino, sonhava com a desistência de Rocha para apoiar uma candidatura ao governo do deputado Eduardo Braide.

Do alto da sua importância como senador da República, difícil imaginar que Roberto Rocha abriria mesmo para um deputado estadual ser candidato ao governo.

 

Importância da eleição

Roberto Rocha sabe também que sendo candidato a governador seu nome vai se projetar com visibilidade no estado todo. Além disso, tem uma candidatura a presidente do Brasil do PSDB, partido que deve ser protagonista na disputa federal. Ficar fora em favor dos outros deixaria Roberto Rocha com menos importância na política estadual.

Portanto, a decisão de Rocha em ser candidato é facílima de ser entendida…

 

A lamentável situação de José Reinaldo

Nessas acomodações com vai e vem na política estadual só temos a lamentar a situação do deputado federal José Reinaldo Tavares. Governador de estado que mais ajudou seus aliados políticos no Maranhão, deixou dias atrás  a aliança com Flávio Dino e continua à deriva nas oposições. Nem partido certo para e ser candidato a senador tem nessa altura do campeonato.

José Reinaldo bem merecia situação melhor…

 

Ex-governadora Roseana Sarney na estrada

Depois de longos anos no casulo, quem caiu na estrada foi a ex-governadora Roseana Sarney, do MDB. Roseana, que após deixar o governo do estado chegou inclusive a dizer que não seria mais candidata, teve que enfrentar o povo cara a cara em sua caravana pelo interior do Maranhão na semana passada. Na busca de tentar reconquistar o eleitorado, a filha de Sarney não mediu esforço e até em cadeira subiu subido para ser vista em discurso.

Em Colinas na semana passada Roseana reconheceu o quão será difícil vencer Flávio Dino no pleito deste ano. Disse que não tem medo de enfrentar a ” fera “(referindo-se a Flávio Dino) e com falta de argumentos para atacar o governador que tem sido em pesquisas um dos mais bem avaliados gestores do país, apelou para a forma física dele. Foi a saída que encontrou, afinal acusar o governador de falta de gestão ou de preparo intelectual seria impossível, pois querendo ou não , Dino tem capacidades pessoais e profissionais que não dar para ser alcançado pelas pré-candidaturas postas até agora ao governo.  Por méritos próprios foi juiz federal concursado e chegou a ser Secretário Geral do Conselho Nacional de Justiça. Esse curriculum não é pra qualquer um…

 

Por pouco não teve briga na Câmara de Timon

Melhor evitar levar fósforo, isqueiros e outros objetos que possam provocar incêndio para a Câmara Municipal de Timon. O ambiente por lá continua parecendo um barril de pólvora prestes a explodir, tudo por conta da suspensão da eleição para presidência da casa.

Na semana passada por pouco não houve uma briga entre um funcionário da casa com o vereador Anderson Pêgo. Os dois discutiram exatamente por conta da eleição e  não brigaram porque o funcionário foi contigo por outros servidores da casa.

A discussão ocorreu na quinta-feira (15).

“Felizmente, nessa segunda-feira (19) não teve sessão por conta do feriado de São José. Assim pode ser que os ânimos se acalmem”, observou um vereador cansado das brigas internas no legislativo nos últimos dias.

1 comentário

Tiuba
Comentou em 20/03/18

Alexandre Almeida, não custa nada sonhar. Aliás, Roseana sonha também, então porque você não pode. Não é mesmo?

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
TekyNik