Partidos aliados de Luciano Leitoa obtiveram 27 mil votos a mais que os da oposição

luciano-festaPassadas as eleições é hora de analisar o que manifestaram as urnas e a inconteste vitória do candidato Luciano Leitoa que obteve 48.704 votos (56.13%) contra 38.061 votos (43,87%) recebidos pelo seu único concorrente Alexandre Almeida,  traduz com exatidão matemática o rumo que eleitorado timonense tomou nessa eleição cuja contabilização de votos se encerrou nas primeiras horas da noite do último dia 02.

Igualmente chama atenção o fato de que também os partidos aliados ao prefeito , tanto individualmente, como em conjunto, abocanharam mais votos que as agremiações partidárias alinhadas ao outro candidato majoritário, e naturalmente elegendo mais membros para a Câmara Municipal local.

Os dados constantes no site do Tribunal Superior Eleitoral, no tocante às eleições proporcionais de vereador de Timon, informam que as principais coligações de apoio ao candidato Luciano Leitoa, no caso PSB/PC do B/DEM/PTB e PDT/PRP/PMN/PPL, sozinhas angariaram 35 mil e 208 votos que somados aos 11.158 votos recebidos pela coligação PEN/PMB/PSDB/PPS e mais aos do grupo SD//PSDC/PT do B/PT/PTC (11.863 votos) também de apoio ao prefeito, chegaram aos expressivos 58 mil e 229 sufrágios favoráveis.

Pelo lado do candidato Alexandre Almeida, os principais partidos em coligação proporcional (PT do B/PMDB/PV, PTN/PSL/PSC/PR, PSD/PP e PHS/PRB/PROS) conseguiriam angariar 30 mil e 277 votos juntos.

A expressiva votação (14 mil e 721 votos) recebida pelo partido (PSB) do candidato Luciano Leitoa, em comparação com os 3.834 votos computados em favor da agremiação (PSD) do concorrente Alexandre Almeida, também sintetizam a dimensão do espectro eleitoral favorável ao primeiro colocado e seus vereadores.

A nítida abundância de votos em favor dos partidos que marcharam ao lado do candidato Luciano Leitoa, notadamente o PSB e PDT, foi capaz de ofuscar até mesmo os 2 mil e 477 votos conseguidos pela ex-prefeita Socorro Waquim (PMDB) que embora tenha se sagrado como mais bem votado postulante ao cargo de vereador, superou apenas em apenas 191 votos o neófito na política e segundo colocado Felipe Andrade que obteve 2 mil 286 votos concorrendo pelo PDT.

Além do que não se concretizou a expectativa de que a candidata Socorro Waquim, surfando no fato de ter sido prefeita por oito anos, tivesse uma fartura de votos com capacidade de eleger além de si, vários outros candidatos, já que o outro eleito pela sua coligação e partido, seu correligionário Francisco Torres (PMDB), foi aclamado nas urnas na opinião da maioria dos analistas isentos, por mérito próprio.

Isso foi apenas uma parte do que veio das urnas. Durante os próximos dias estaremos analisando outras situações. Aguardem…

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
TekyNik