Perícia é feita onde morreu a estudante de direito na Associação dos Policiais Militares de Timon

Peritos criminais do Instituto de Criminalística de Timon, Icrim, estiveram na tarde desta quinta-feira (5) na sede da Associação dos Policiais Militares de Timon (Aspom) analisando o local onde morreu a jovem, Marta Ferreira, no último domingo, dia 1º. Estudante de direito, a jovem de apenas 20 anos, morreu após uma coluna de concreto, onde ela havia armado uma rede e deitado nela, ter caído por sobre seu corpo. Marta Ferreira estava na Associação com um parente e ainda foi socorrida levada para o Hospital de Urgência de Teresina, mas não resistiu.

A perícia no local do acidente foi um pedido do delegado Hermes Bezerra, do 1º DP de Timon, que investiga o caso.

O Icrim de Timon solicitou um perito engenheiro civil da perícia técnica de Imperatriz. Acompanhado de peritos da cidade de Timon, ele fez o levantamento de análise da estrutura do pilar que caiu sobre a moça.

Todo o levantamento que constará na perícia será instrumento importante para o fechamento do inquérito policial aberto para investigação da morte da estudante.

 

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Barro Forte