Anuncie
Destaques

Quatro forças políticas disputam o comando do PRB de Timon



Joedson Nunes - Arquiterura

Quatro forças políticas de Timon estão disputando o comando do Partido Republicando Brasileiro, o PRB.

A disputa envolve o Grupo Opção (formado, dentre outros, pelos suplentes de vereador Pedro Augusto (P.A.) e Tales Waquim), vereador Henrique Júnior, suplente de vereador Goleiro Branco e ainda o atual Secretário Municipal de Direitos Humanos de Timon, Daniel Coimbra.

Todos eles tem interesse no controle do partido que no Maranhão tem o comando do deputado federal Cléber Verde. E detalhe: Todos também tem propostas diferenciadas sobre como deve se comportar a sigla no colégio eleitoral timonense no momento atual.

Henrique Júnior – candidatura própria de prefeito em 2020.

O vereador Henrique Júnior defende que o PRB seja protagonista com uma candidatura de prefeito. Disposto a concorrer para a prefeitura de Timon no próximo ano, o jovem e empolgado parlamentar municipal acha que pode se aliar ao suplente de vereador Goleiro Branco e assim formar uma boa chapa de candidatos a vereador pelas oposições.

Goleiro Branco tem trunfo no apoio dispensado a Cléber Verde no ano passado.

O suplente de vereador Goleiro Branco se mexe para comandar o partido. Ele quer o PRB na oposição e espera que o deputado federal Cléber Verde o apoie nessa empreitada, pois entende que seu apoio pela reeleição do parlamentar no ano passado em Timon o credencia para tal.

P.A. (camisa vermelha) aposta no clã Gentil como o PRB ficará com o grupo Opção.

Outro forte concorrente ao comando do PRB é o Grupo Opção, que tem como principais expoentes os suplentes de vereador Pedro Augusto, o P.A. e também Tales Waquim. A ideia destes é ter o comando do partido, mas mantê-lo neutro até decidir quem apoiar para prefeito no próximo ano.

Formado por dezenas de lideranças, o grupo tem como principais padrinhos para conseguir o partido, o prefeito de Caxias, Fábio Gentil e seu pai, o deputado estadual Zé Gentil, ambos lideranças importantes do PRB no Maranhão.

Outro quesito que pesa em favor do Opção é o fato de ter sido nas eleições do ano passado o grupo de lideranças que desde o começo esteve trabalhando com chapa fechada nas eleições de Cléber Verde para federal e Zé Gentil para estadual.

Daniel Coimbra espera sinalização do vice-governador Carlos Brandão.

Na moita e só observando os movimentos está o Secretário Municipal de Direitos Humanos e também suplente de vereador, Daniel Coimbra. Este caso consiga o comando do partido não tem plano para a oposição. Sua ideia é deixar a sigla na base de apoio ao grupo do prefeito Luciano Leitoa.

Pré-candidato a vereador, Daniel espera ver que sinal lhe dará o vice-governador do Maranhão, Carlos Brandão. Lideranças das maiores do PRB no estado, Brandão é o padrinho político de Daniel Coimbra e por ele também passará as conversas com vista a decidir o destino do PRB em Timon.

Dor de cabeça ou satisfação pelo fato do PRB está nesta situação em Timon? Isso, a resposta quem tem é o  presidente do partido no estado.E agora, Cléber Verde ?

 

 

 

por conta dessa situação a sigla continua incerta sobre seu destino político em Timon, se lançará candidatura

Você pode ler também!

Deixe um comentário



Barro Forte