Logo Elias Lacerda
                           Clínica São Rafael

Tribunal de Justiça do Maranhão nega pedido para imediata eleição para presidente da Câmara de Timon

O grupo de  vereadores que apoia a candidatura do vereador Helber Guimarães a presidência da Câmara Municipal tiveram mais uma vez frustrado o desejo de ver a justiça determinando que seja realizada a eleição para presidente da casa. Depois de tentarem sem sucesso uma liminar em Timon nos Feitos da Fazenda Pública que determinasse a realização imediata de uma nova sessão para a realização da eleição, os vereadores também computaram derrota no Tribunal de Justiça.

O recurso, um agravo, que tentava anular a decisão do juiz em Timon dos Feitos da Fazenda Pública, Dr. Weliton Sousa de Carvalho, não obteve sucesso no TJ.

O indeferimento do Agravo impetrado pelo grupo de vereadores do candidato Helber Guimarães foi do desembargador relator Marcelo Chaves Everto, que entendeu não ter base legal para acontecer.

A eleição para a presidência da Câmara de Timon estava marcada para acontecer no dia 23 de fevereiro, mas por conta da promulgação ter sido feita somente pelo presidente da casa, Uilma Resende e não por toda a mesa diretora, como determina o regimento interno e a Lei Orgânica do Município, o vereador José Carlos Assunção entrou com recurso e conseguiu a suspensão do pleito.

Agora, como as as emendas que antecipavam a eleição já caducaram, não há data definida para acontecer o novo pleito. Pior: nenhum dos dois grupos que dividem a Câmara atualmente tem maioria de dois terços para aprovar uma nova emenda que antecipe a eleição.  Por esta razão tem gente apostando que o novo presidente da casa só deverá ser eleito mesmo no final do ano, em dezembro, último mês de mandato do atual presidente Uilma Resende.

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

*
*

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael