Hotel Parnaíba
Destaques

Famílias se dividem na preferência política em Timon




timon dividDo jornal O Leste- Não tem jeito, as eleições municipais para prefeito de Timon sempre são muito acirradas e acabam jogando muita gente, inclusive amigos e até parentes, no caldeirão da disputa eleitoral. Um levantamento feito pela editoria de política do jornal O Leste  revela bem o quanto a eleição muda hábitos de alguns e coloca  até familiares em frentes de batalha diferentes, situação que para alguns é condenável, mas que é comum no regime democrático.

Não é segredo pra ninguém que muitos timonenses mais pacatos preferem ficar longe dos acalorados debates entre aliados dos diferentes pré-candidatos. Para tanto, evitam durante o período eleitoral frequentar certos ambientes onde costumeiramente são pontos de predileção de militantes políticos. Esperam assim  preservar-se de situações desagradáveis como provocações e discussões.

Sabem estes mais precavidos que o acirramento político em eleições municipais não leva em conta nem mesmo as famílias, pois são cada vez mais comuns situações de divisão ocasionadas pela atividade política. As divergências neste ano, a exemplo de anos anteriores, também prometem. Neste quesito de divisão familiar por diferentes candidatos, há casos para todos os gostos: Com posições divergentes para prefeito e vereador ou apenas vereador, mas mantendo a família unida para prefeito.

Num simples e rápido levantamento descobrimos os casos a seguir:

Os Vicente de Paula

tim divid 2A enorme relação de familiares que militam em campos opostos nestas eleições em Timon começa com a família Vicente de Paula que tem como protagonistas principais o deputado estadual Alexandre Almeida e o ex-vereador Jaconias Morais. Primos legítimos, filhos de duas irmãs, eles marcharam juntos nas eleições de 1996 ,1998 e 2000( nessa época Alexandre era menor de idade).

O rompimento começou em 2004 quando Alexandre Almeida lançou sua candidatura de vereador alegando que Jaconias tinha acordado em apoiá-lo, mas não cumpriu. Naquele ano o hoje deputado foi  eleito na base de Socorro Waquim. No mesmo pleito Jaconias foi reeleito para o terceiro mandato.

Em 2008 novamente os primos ficaram em trincheiras diferentes. Alexandre ficou no apoio a reeleição de Socorro Waquim e Jaconias Morais apoiou Luciano Leitoa.

O entendimento entre os primos só ressurgiu em 2010 na candidatura de deputado estadual de Alexandre Almeida. Naquele pleito Jaconias e os irmãos Juarez Morais (atual vereador) e Jeremias Sampaio (atual diretor de trânsito de Timon) somaram forças na primeira eleição de deputado do primo.

O entendimento entre os Vicente de Paulo voltou a perder a união nas eleições de 2012 de prefeito. Jaconias e os irmãos romperam com o deputado alegando que ele tinha compromisso de apoiar a candidatura de prefeito do ex-vereador e não cumpriu. Naquele ano Alexandre foi candidato a prefeito, Jaconias e os irmãos apoiaram Edivar Ribeiro, do PMDB.

O desentendimento político permanece até hoje entre os Vicente de Paula. Neste ano Jaconias e os irmãos estão com Luciano Leitoa e Alexandre vai com candidatura própria de prefeito.

Família Sá

fam ptoA exemplo das duas últimas eleições anteriores, a família Sá marchará mais uma vez em frentes de batalhas opostas. Os vereadores de mandato, Biú, do PP (na foto à direita de camisa azul), e Cacá do Frigosá, do PSB (de camisa vermelha) praticamente irmãos de criação, voltarão a se enfrentar nas urnas. Em 2012 ambos foram bem sucedidos com o eleitorado timonense garantindo vitória para os dois.

Como em 2012, eles disputarão em grupos políticos rivais. Biú defendendo a pré-candidatura de Alexandre Almeida e Cacá a de Luciano Leitoa.

A família Torres

Casado com uma irmã do suplente de vereador Zé Maria, do PSB, o vereador Francisco Torres, do PMDB, assim como em 2012, voltará a disputar votos na família com o cunhado, Zé Maria da Farmácia. Ambos são pré-candidatos e pretendem buscar uma vaga para a Câmara Municipal nas eleições deste ano.

Os objetivos de ambos em relação as pré-candidaturas majoritárias também são conflitantes. Enquanto Zé Maria trabalhará pela reeleição de Luciano Leitoa, Torres está na base de apoio da ex-prefeita Socorro Waquim.

Família Oliveira

A família Oliveira pela primeira vez deve dividir os votos para vereador. Tio e sobrinho vão se enfrentar nas urnas.

fam olivieraCarlos Alberto de Oliveira, o “Carlão”(foto), ex-secretário municipal de finanças será candidato pelo PT do B. Na família dele, o sobrinho, Tiago Costa Oliveira também pretende ser candidato a vereador. Para tanto, o rapaz já está com todas as providências tomadas e filiado no PMDB.

O ponto de intersecção entre eles nesta eleição é o fato de ambos estarem dispostos a apoiar a candidatura da ex-prefeita Socorro Waquim.

E assim são muitas e muitas famílias divididas na preferência política em Timon…


 

Você pode ler também!

Deixe um comentário



Barro Forte