Pastor João Pedro fala de sua pré-candidatura de vereador

20160525175128_05c77

Pastor João Pedro (camisa manga comprida à frente no centro da foto) ladeado por amigos evangélicos: Candidatura será um desafio inédito na sua vida.

Conhecido como um pastor com grande capacidade de mobilizar e adquirir a confiança dos fiéis pelas igrejas por onde passou, o Pastor João Pedro, está prestes a enfrentar um desafio inédito em sua vida: O de ser candidato a vereador nas próximas eleições.

Com uma longa folha de serviços prestados em atividades sociais e na pregação do evangelho, João Pedro ajudou a implantar quase  todas as igrejas batistas de Timon. Há poucos meses dirigindo a 1ª Igreja Batista de Timon, que fica localizada na avenida Jaime Rios, no centro, a congregação já sente os resultados com a incorporação de novos congregados e o retorno de fiéis que voltaram a lotar os cultos no templo.

Com bons laços de amizade e filiado ao Partido a Mulher Brasileira, o PMB, Pastor João Pedro visitou com amigos evangélicos na manhã desta quarta-feira (25) o jornalista Elias Lacerda, oportunidade em que falou desse novo desafio em sua vida e dos seus propósitos como pré-candidato a vereador.

Leia abaixo a entrevista: 

Elias Lacerda – Quem é o pastor João Pedro?

Pastor João Pedro – O pastor João Pedro Andrade de Lima, tem 50 anos de idade, é timonense, casado com Dona Vânia há 30 anos, tem 03 filhos e 03 netas.   É bacharel em Teologia, pós-graduado em Psicopedagogia, mestre em Administração Eclesiológica, dentre outros cursos.

Desde 1990 pastoreia igrejas batistas. Trabalhou na implantação de quase todas as igrejas batistas da nossa cidade: Aliança, Maranatha, Maanaim, Hebrom, Emanuel, Boa Vista, Flores e Memorial (onde pastoreou por 07 anos) e atualmente é pastor na 1ª Igreja Batista de Timon.   Em Teresina pastoreou a Igreja Batista da Vermelha e 1ª Igreja Batista de Teresina.

O pr. João Pedro atua fortemente na ação social, ministrando cursos profissionalizantes das áreas de Pedreiro, Bombeiro Hidráulico, Eletricista Predial, Montagem e etc.  Inclusive alguns desses foram ministrados no Centro de Ressocialização Jorge Vieira.

Elias Lacerda – Por que o Pastor João Pedro decidiu entrar na política partidária?

Pastor João Pedro – Martin Luther King disse: “Quem aceita o mal sem protestar, coopera com ele”.  Muito tempo eu estou preocupado com a situação degenerativa política, moral, social, ética e espiritual que vem enfrentando nosso país, e em 2012 fiquei muito indignado após ouvir um discurso hipócrita, de alguém que pleiteava uma vaga na câmara municipal de Timon, mas sem nenhum compromisso com o nosso povo. Daí, resolvi que colocaria meu nome como pré-candidato a disposição dos timonenses para uma vaga na câmara dos vereadores, e assim, poder com mais veemência lutar pela melhoria da nossa cidade.

Elias Lacerda – Como compatibilizar a vida evangélica com a atividade política?

Pastor João Pedro – É simples.  O cristão é um cidadão dos céus, mas, continua vivendo no mundo e, enquanto aqui está, é um cidadão da terra e, como tal, inevitavelmente, insere-se no contexto político, pois política é qualquer ação social que envolva poder e domínio; é algo que está presente em qualquer grupo humano, inclusive dentro da própria igreja.  Nós batistas temos a forma de governo democrático, onde nossas decisões e líderes são eleitos em assembleias.   Ora, toda relação de poder é uma relação política e, neste sentido, certíssimo estava o grande filósofo grego Aristóteles, ao afirmar que o homem é um animal político.  A questão X do assunto é esta: “O cristão vai se corromper na política?”.   Mas, o verdadeiro cristão saberá compatibilizar sua vida em qualquer esfera da sociedade, sem se desviar do íntegro.   O dinheiro ou qualquer poder não corrompe o homem, apenas o desmascara, certamente que ele já era um corrupto em potencial.  Não é a política que faz o candidato virar ladrão, é o seu voto que faz o ladrão virá político.

Mais uma vez cito Martin Luther King: “O que me assusta não é o grito dos maus, mas, o silêncio dos inocentes”.  É triste ver que alguns evangélicos ainda têm um olhar unifocal, perderam a crença na transformação da sua cidade, do seu país.

Eu tenho respaldo e desejo na vereança desmistificar o paradigma de incompatibilidade de um evangélico ser político.

Elias Lacerda – Qual o segmento social o Pastor João Pedro representará na Câmara Municipal?

Pastor João Pedro – Há uma tendência do parlamentar de representar uma classe ou entidade (militares, educação, saúde etc).    Eu vejo diferente, pois um vereador não é eleito somente com os votos de um segmento, mas por eleitores diversificados, por isso, deve trabalhar pela cidade no seu todo.   Desse modo, quero representar minha cidade, não uma minoria.

Elias Lacerda – Quais os objetivos do Pastor João Pedro caso consiga uma vaga para a Câmara Municipal?

Pastor João Pedro – Um navio no porto está seguro, porém, os navios foram feitos para transportar pela fúria do alto mar.  Eu sei perfeitamente qual é a envergadura de um vereador, sei como funcionam as articulações de uma câmara política, e sei também qual a minha capacidade para trabalhar como vereador pela minha cidade, se o meu DEUS assim permitir.   Isso é importante, pois Warren Buffett disse: “Nunca teste a profundidade do rio com os dois pés.”

Tenho como objetivo trabalhar pela formação profissionalizante com a criação do CCP (Centro de Capacitação Profissionalizante), bem como outros projetos.  Trabalhar na apresentação de anteprojetos de lei para o fortalecimento na área da segurança pública, da saúde, da educação, do saneamento etc.

Quero trabalhar em cima da Lei Orgânica do Município, do mesmo modo, no Código de Postura do Município, coisa que me tem preocupado; fiscalizar e julgar as contas do Executivo e legislar sobre assuntos de interesse da cidade.

Vou incentivar homens e mulheres de bem, que amem nossa cidade a se envolverem com a política partidária.

Proponho-me a fazer uma vereança transparente à população geral, pois é precisamente nesta questão que se encontra a maior falha de nossa democracia, pois as pessoas costumam dizer que os políticos somente aparecem na hora da eleição, o que é uma triste realidade, mas é importante lembrar que os eleitores só pensam no assunto na proximidade das eleições, sendo rotineiro encontrar pessoas que nem sequer se lembram em quem votaram na eleição anterior. O resultado disto é que os políticos, uma vez eleitos, não são acompanhados nem fiscalizados pela população e, assim, estão livres para fazer o que bem entenderem e, quatro anos depois, aparecerem com suas promessas e engodos, que seriam, facilmente, desmascarados se houvesse acompanhamento.

Elias Lacerda – O que mais o pastor gostaria de dizer aos eleitores timonenses?

Pastor João Pedro – Quero concluir dizendo aos eleitores que analisem as propostas e as condutas dos candidatos, de modo a verificar se são pessoas comprometidas com a cidade, se demonstram respeito e observância por bons princípios.   Examine tudo o que se passou na vida do candidato, suas palavras, seus gestos e atitudes ao longo de sua história, bem como verificar se suas promessas têm fundamento e são factíveis, ou se somente são manifestações demagógicas e conversas levianas, que buscam engodar e enganar o eleitor.   Se o candidato for servo de Deus, esta análise deve ser ainda mais cuidadosa, devendo ser destacada a vida espiritual do candidato e o propósito de Deus na sua vida.

Enquanto eleitor verifique os candidatos à reeleição e observe o que fizeram pela população, como se comportaram diante das grandes questões e temas que surgiram durante o seu mandato e se suas atitudes e decisões foram em benefício da cidade.

Por último, no momento de escolha dos representantes, o eleitor deve repelir e rechaçar veementemente àqueles que buscam comprar seu voto, oferecendo vantagens e presentes, inclusive.   Não se venda, não se deixe subornar, pois isso é crime!

1 comentário

LIVIA MOURA
Comentou em 26/05/16

Se eu votasse em Timon, certamente o Pr. Joao Pedro teria o meu voto… Servo do Senhor comprometido com a obra e nao será diferente no compromisso com o povo timonense… ESSE ME REPRESENTARIA…
Professora Livia Moura

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Barro Forte