Logo Elias Lacerda
                           Clínica São Rafael

Maranhense natural de Colinas foi vítima de feminicídio em Brasília

O enterro de Romilda Souza, 40 anos, vítima de feminicídio ocorrido na última  terça-feira (6), aconteceu na tarde de ontem,  quarta (7), no cemitério Campo da Esperança, em Brasília. O crime ocorreu no apartamento da família na 406 Sul, na semana do Dia Internacional da Mulher. O marido dela, Elson Martins da Silva, atirou quatro vezes contra a vítima e em seguida cometeu suicídio.

Romilda morreu no local. Ela era de Colinas, no Maranhão e morava em Brasília há 28 anos. O marido chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros, mas não sobreviveu. A perícia chegou ao apartamento por volta da meia-noite e permaneceu até as 2h.

Os filhos de Romilda e Elson, de 3 e 4 anos, estavam acompanhados da avó em outro cômodo do apartamento enquanto o crime ocorria no quarto do casal. A mãe da vítima ligou para a Polícia Militar e levou os netos para a casa de um vizinho enquanto aguardava a chegada do socorro.

Três anos no local

Na manhã desta quarta, o clima no prédio onde o crime ocorreu era de espanto e revolta. Segundo um vizinho que não quis se identificar, Romilda comprou o apartamento havia três anos. Ele disse que os outros moradores nunca ouviram brigas do casal.

Romilda era consultora na sede do Sebrae e trabalhava a menos de 1 quilômetro de onde morava. Três colegas de trabalho estiveram rapidamente no apartamento por volta das 9h, mas não quiseram conversar com a imprensa. Eles afirmaram que estavam em contato com a seguradora de saúde da amiga para verificar se o plano incluía auxílio funeral.

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

*
*

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael