Logo Elias Lacerda
                           Clínica São Rafael

Polícia civil diz ter descoberto plano de presidiário para matar homem e ficar com a esposa dele em Timon

A Polícia Civil do Maranhão, através do Grupo de Pronto Emprego da 18ª Delegacia Regional de Polícia Civil em Timon (GPE-18), em atendimento a uma ocorrência de violência doméstica, na tarde desta sexta-feira (31) , acabou descobrindo um foragido de altíssima periculosidade do sistema penitenciário maranhense , mas que se encontra preso no Piauí com outro nome. João da Cruz Valério Júnior, vulgo Macacão, de acordo com a polícia, seria amante de uma mulher casada em Timon e estava planejando assassinar o marido dela.

Na casa onde a mulher afirmara que estava sofrendo violência do marido, foi encontrada uma foto de Macacão e um bilhete confirmando o enlace amoroso e o plano de homicídio.

Macacão havia sido preso em Teresina com o nome falso de David da Silva Silva. O mesmo está cumprindo pena no presídio de Altos e já matou naquela unidade outro detento.

No Maranhão Macacão tem dois homicídios confirmados, além de vários roubos.

Os integrantes do GPE-18 passaram a investigar o falso David da Silva Silva e descobriram que se tratava na verdade de João da Cruz Valério Júnior, o qual havia fugido de Pedrinhas em 2016.

A Secretaria de Justiça do Piauí foi informada para que seja feita a correção na identidade do preso, bem como foi comunicado à SEAP-MA e Judiciário maranhense para que Macacão volte a cumprir mais de 20 anos de pena pelos roubos e homicídios cometidos no Maranhão.

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael