Polícia prende assassino da dona do bar “Quintal da Tânia”, em Teresina; ele tem 10 passagens pelo presídio e confessou o crime

O suspeito de assassinar a empresária Tânia Alves Ribeiro do Nascimento, em junho desse ano, foi preso pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). A titular da Delegacia de Feminicídio, Luana Alves, que investigou o caso, conta que o suspeito confessou o crime e disse que atirou porque a vítima não parou o carro. Em depoimento, ele disse ainda que a intenção era roubar os celulares para trocar por drogas.

“Ele conta que atirou pois a vítima não parou o carro e quando percebeu que havia uma pessoa morta se desesperou e acabou fugindo. “, explica a delegada.

O suspeito, identificado apenas como Jefferson, também seria usuário de drogas. Ele foi preso dias após o latrocínio (roubo seguido de morte) da empresária ao cometer um furto qualificado a uma pizzaria. O cumprimento do mandado de prisão pela morte de Tânia foi cumprido no presídio.

Jefferson cumpria pena no regime semiaberto e havia fugido da Colônia Agrícola Major César. “Ele disse que já passou mais de 10 vezes pelo sistema prisional”, complementa Luana Alves.

A empresária era dona do bar “Quintal da Tânia”  e a morte causou comoção e revolta.

Relembre o caso

Tânia Alves foi assassinada na Rua Arêa Leão, bairro Monte Castelo, zona Sul de Teresina, dentro do próprio carro. A vítima foi atingida com um tiro no olho direito e teve morte imediata. Além da vitima, no veículo  havia uma senhora e uma menina de 12 anos de idade.

As três retornavam de uma festa de aniversário quando foram abordadas pelo suspeito a pé. Uma das sobreviventes contou que, mesmo após efetuar os disparos, o suspeito ainda tentou roubar os celulares das vítimas.

(cidadeverde.com)

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
TekyNik