Hotel Parnaíba
Policial

Polícia prende grupo que atacou Banco do Brasil de São Luis Gonzaga no Maranhão na semana passada




O suspeito é proprietário de uma chácara, situada na zona rural de Presidente Dutra, que funcionava como base do grupo criminoso.

Policiais do Departamento de Combate ao Roubo a Instituições Financeiras (DCRIF/SEIC), com o apoio da Delegacia Regional de Presidente Dutra, em continuidade à investigação instaurada logo após o ataque ao Banco do Brasil de São Luiz Gonzaga, ocorrido na quinta-feira (06), prenderam nesta quarta-feira (12) o homem identificado como Sucarlos da Costa Silva, oitavo suspeito de integrar a organização criminosa.

Ele foi preso em cumprimento a mandado de prisão temporária, expedido pelo juízo da Comarca de São Luiz Gonzaga.

O suspeito é proprietário de uma chácara, situada na zona rural de Presidente Dutra, que funcionava como base do grupo criminoso.

Durante buscas no comércio de sua propriedade, foi apreendida uma espingarda calibre 32 não registrada, motivo pelo qual também foi autuado em flagrante.

Condenado por porte ilegal de arma de fogo

Em 2013, Sucarlos da Costa Silva foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo. Em dezembro de 2017, ele foi condenado.

 

Polícia civil prendeu 7 suspeitos de participarem do ataque ao Banco

Operação deflagrada pela Polícia Civil do Maranhão, através da SEIC/DCRIF contando com o apoio das Delegacias Regionais de Presidente Dutra, Bacabal e Barra do Corda, e GRECO/PCPI e DIAE, prendeu parte do grupo criminoso responsável pela tentativa de roubo ao Banco do Brasil de São Luiz Gonzaga, ocorrida em 06/09/2018.

Após coleta de informações preliminares, o Departamento de Combate ao Roubo a Instituições Financeiras – DCRIF, conseguiu identificar parte dos autores do crime, tendo representado e obtido decisão judicial favorável à prisão temporária destes.

Assim sendo, foram presos:

  1. VALDIVINO VIEIRA
  2. ALINE MOREIRA LIMA

Dando continuidade às investigações, identificaram-se os demais integrantes da quadrilha, os quais também foram presos.

Desta feita, foram autuados em flagrante por Associação Criminosa Armada:

  1. VALDIVINO VIEIRA
  2. MARBYO ALVES DA COSTA
  3. JACINTO DE SOUZA SILVA
  4. BRUNO MILHOMENS
  5. JOAQUIM HENRIQUE SILVA NETO (“NETO”)
  6. ITAMAR DE SOUZA SALLES (“PERNAMBUCO”)
  7. ALINE MOREIRA LIMA

Também foi dado cumprimento a mandado de prisão que constava em desfavor de Itamar de Souza Salles.

Informa-se que quase todos os presos possuíam passagem pela polícia por delitos como roubo, furto, porte de arma e receptação.

Foram apreendidos 01 (um) Fiat/Strada, 01 (um) Toyota/corolla, 01 (um) Jeep/Renegade, veículos estes usados no ataque ao banco, e 01 (um) Fiat/Palio, usado na fuga dos criminosos.

Em um dos locais apontados como refúgio dos criminosos foi apreendida 01 (uma) espingarda calibre 20, munições calibre 20 e 38. E no interior de um dos automóveis, foram encontradas munições calibre 380.

As equipes policiais continuam fazendo diligências com o objetivo de prender os demais envolvidos no crime em questão e apreender o armamento.

(Do Gilberto Lima e blog falandoseriobacabal)

Você pode ler também!

Deixe um comentário



Barro Forte