Assassinato de segurança em Timon pode não ter sido tentativa de assalto

Um crime ocorrido ontem (12) inquietou os moradores do residencial Julia Almeida em Timon. Eles ainda lamentam o assassinado do segurança Rosivaldo Freitas (foto acima) quando este chegava em casa por volta das 20:30 Hs.

Muito conhecido em Timon, o segurança foi surpreendido por um motoqueiro ao descer de sua moto para abrir o portão de casa. O motoqueiro chegou rapidamente e desferiu contra o segurança um soco e em seguida disparou tiros de revólver quando o segurança estava caído no chão.

O bandido fugiu logo em seguida do local sem levar nada da vítima. A moto e a carteira de Rosivaldo Freitas ficaram na cena do crime, o que tem deixado muita gente intrigada sem saber os reais motivos do assassinato. Por esta razão, muitos apostam que não foi assalto.

Rosivaldo Freitas tinha 41 anos e deixou três filhos. Ele trabalhava no posto do INSS de Timon.

O corpo do segurança foi velado na cada da mãe dele, na rua 2, bem próximo ao fórum da cidade.

O sepultamento aconteceu no no cemitério da rua 100,  no final da tarde desta sexta-feira.

Elias Lacerda

Jornalista apaixonado pela notícia e a verdade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *