Projeto de Emenda pode transformar presidente da Câmara Municipal de Timon numa ‘Rainha da Inglaterra’, diz vereador


Um projeto de emenda a Lei Orgânica do Município pode tirar os poderes que tem atualmente o presidente da Câmara Municipal de Timon, vereador Hélber Guimarães. “Querem transformar o Hélber numa ‘Rainha da Inglaterra’, “, disse ao jornalista Elias Lacerda um vereador aliado do presidente referindo-se  ao exemplo clássico do modelo inglês de governar onde a Rainha é apenas peça decorativa e quem governa mesmo é o parlamento.

De autoria da vereadora Cláudia Regina, do Partido da Mulher Brasileira (PMB), o projeto de emenda já transita na casa. Pela proposta , o presidente da Câmara perde a autonomia que lhe é atribuída atualmente. No regimento em vigor é o presidente da casa que autoriza contratação de serviços, contratação de funcionários, define a pauta da casa, coloca ou tira projetos da pauta de votação.

Com a emenda da vereadora Cláudia Regina, essas atribuições exclusivas do presidente somente poderão ser validada se aprovada pela maioria dos membros da mesa diretora. A mesa da Câmara é composta pelo presidente Helber Guimarães, 1º vice-presidente é Ramon Júnior, 3º vice-presidente é Cacá do Frigosá, Cláudia Regina, autora do projeto também faz parte da mesa, sendo a 1ª Secretária e Adão da Ceasa, o segundo Secretário.

O projeto de Emenda a Lei Orgânica apresentado pela vereadora tem sido o assunto do momento nos bastidores da Câmara. As informações são de que ela já conseguiu bom número de adesões com vista a aprovação. Mas para conseguir aprovação a vereadora precisará de 14 votos.

Para atingir os 14 votos Cláudia Regina terá que fazer incursões na base do prefeito Luciano Leitoa e tentar convencer os vereadores alinhados com o governo municipal a aderir sua proposta de emenda. O problema é que enquanto Cláudia se mexe, o presidente Hélber Guimarães também não está parado. Preocupado com a perda de poderes que podem lhe impor com o projeto, silenciosamente, ele também tem conversado com vereadores alinhados ao prefeito para não embarcarem na mudança.

A proposta de Emenda a Lei Orgânica já chegou a Comissão de Constituição e Justiça da casa. Se receber parecer favorável, poderá ser apresentada para votação.

1 comentário

Denis Servio
Comentou em 18/06/19

Concordo plenamente!

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Barro Forte
WhatsApp chat