Logo Elias Lacerda
                           Clínica São Rafael

Rafael Leitoa e Américo de Sousa querem solução para crise que afeta empresa industrial de Coelho Neto

Tanto o presidente do Sindicado quanto o da Câmara dos vereadores, bem como o prefeito de Coelho Neto, Américo de Sousa e o deputado Rafael Leitoa se prontificaram em encampar essa batalha para para que os direitos daqueles trabalhadores sejam devidamente respeitados .

O deputado Rafael Leitoa, no pátio externo da fábrica Itapagé, fala em favor dos funcionários do Grupo João Santos.

O deputado Rafael Leitoa, no pátio externo da fábrica Itapagé, fala em favor dos funcionários do Grupo João Santos.

O Deputado Rafael Leitoa acompanhado do prefeito de Coelho Neto, Américo de Sousa, de vereadores, do presidente do sindicato dos trabalhadores do grupo João Santos e centenas de operários participaram, na condição de mediadores, de uma manifestação pacífica na manhã desta sexta-feira, 03/02/17, em frente da fábrica Itapagé S/A – Celulose, Papéis e Artefatos., uma das empresas que compõe o conglomerado industrial do supracitado grupo.

Observado de perto pelo prefeito de Coelho Neto, Américo de Sousa e pelo vice Antonio Pires o deputado Rafael Leitoa discursa na pátio externo da Itapagé S/A - Celulose, Papéis e Artefatos.

Observado de perto pelo prefeito de Coelho Neto, Américo de Sousa(Azul) e pelo vice Antonio Pires o deputado Rafael Leitoa discursa na pátio externo da Itapagé S/A – Celulose, Papéis e Artefatos.

Reivindicações 

Dentre as várias reclamações dos operários, as que são comum a todos é atraso salarial em quase 6 meses do ano de 2016, férias a serem pagas de março a dezembro de 2016, metade do décimo terceiro salário de 2015 e integral em 2016. Outro ponto de exigência dos trabalhadores é que a empresa cumpra o acordo feito com 83 funcionários dispensados em dezembro de 2016 que tiveram o montante seus direitos trabalhistas divididos,  em  alguns casos em até 40 meses.

Seu Zenóbio Pedro(camisa amarela) e seu José Almeida, que foram dispensados e tiveram seus direitos dividos em 30 e 24 meses respectivamente, ainda não receberam nenhuma das parcelas

Seu Zenóbio Pedro(camisa amarela) e seu José Almeida, que foram dispensados e tiveram seus direitos divididos em 30 e 24 meses respectivamente, ainda não receberam nenhuma das parcelas

Depoimentos

‘Tenho 24 anos de carteira assinada como carpinteiro da Agrimec(empresa do grupo) e no dia 19 dezembro de 2016 fui dispensado tendo meus direitos trabalhistas divididos em 24 meses, que começariam a ser pagos em 28/12/16, só que até hoje nunca recebi um centavo do parcelamento.’ Observou de forma queixosa seu José Almeida, de 66 anos que desde 42 trabalhava no Grupo.

‘É um absurdo que uma pessoa que se dedica a metade da vida numa empresa seja colocado na rua com dois 13º atrasados, duas férias vencidas e não pagas, e ainda tenha seus direitos parcelados em 30 vezes’, e o pior é que nem desse jeito eles começaram a nos pagar’. Concluiu seu Zenóbio Pedro da Silva, serrador da Agrimec.

O prefeito Américo de Sousa é um dos defensores dos direitos dos funcionários do Grupo João Santos.

O prefeito Américo de Sousa(ao microfone) é um dos defensores dos direitos dos funcionários do Grupo João Santos.

Mediação

Tanto o presidente do Sindicado quanto o da Câmara dos vereadores, bem como o prefeito de Coelho Neto, Américo de Sousa e o deputado Rafael Leitoa se prontificaram em encampar essa batalha para que os direitos daqueles trabalhadores sejam respeitados devidamente.

Em sua fala, Rafael Leitoa  se comprometeu não só mediar a questão salarial e de direitos trabalhistas dos operários do Grupo João Santos, o deputado foi além quando afirmou que se preciso for vai até o escritório central do Grupo, em Recife, para buscar uma solução, inclusive no diz respeito ao soerguimento daquele conglomerado de empresas que já foi o maior empregador do município de Coelho Neto, garantindo assim o emprego de centenas de coelho-netenses.

 

Leocádio Guimarães e Jairo Sousa(diretores do Grupo João Santos, o prefeito Américo de Sousa, e o Deputado Rafael Leitoa.

Leocádio Guimarães e Jairo Sousa(diretores do Grupo João Santos, o prefeito Américo de Sousa, e o Deputado Rafael Leitoa.

Reunião no GP com diretores do Grupo João Santos

Do pátio externo da Itapajé,  Rafael Leitoa acompanhado de Américo de Sousa, do presidente da Câmara e dois diretores do Grupo João Santos(Jairo Sousa e Leocádio Guimarães) seguiram para o gabinete do prefeito onde participaram de uma reunião para tratarem do assunto que envolve a relação empregador/empregado.

Jairo Sousa, um dos diretores do Grupo Industrial, com ‘30 anos de casa’, fez uma explanação sobre a atual situação financeira, sobre estratégias de cumprimento dos direitos trabalhistas, etc.

O prefeito Américo de Sousa se colocou a inteira disposição para quê o que pudesse ser feito dentro da legalidade e do alcance do município para ver a  situação dos operários resolvida ele não mediria esforços.

Reunião no gabinete do prefeito

Reunião no gabinete do prefeito

O deputado estadual Rafael Leitoa, por sua vez, comprometeu-se em participar de todo o processo de regularização da situação dos funcionários, e pelo lado da empresa, disse que  conversaria com o Governador Flávio Dino para estudarem uma saída para a reanimação do grupo, ou até mesmo da busca de investimentos de capital exterior, pois o que lhe interessa é a garantia do emprego daquelas centenas de pessoas que estão com seu futuro incerto.

Ao final da reunião, o diretor do GJS, Jairo Sousa convidou o deputado Rafael Leitoa e o prefeito Américo para tratarem do assunto com o presidente, no escritório central do grupo industrial, em Recife. Viagem a ser marcada.

Os funcionários sentiram firmeza e aplaudiram calorosamente o discurso do Deputado Rafael Leitoa

Na pacífica manifestação, os funcionários sentiram firmeza e aplaudiram calorosamente o discurso do Deputado Rafael Leitoa.

(Do blog do Lucão)

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael