Logo Elias Lacerda
                           Clínica São Rafael

Cresce o número de pré-candidatos a deputado federal de Timon

Acima da esquerda para a direita: Jaconias Morais (PSDC), Ramon Júnior (PP) e Leandro Belo (DEM).

Logo acima: Ivan do Saborear (PTB), Rafael Almeida (PT) e Guiomar (PEN)

Embalados no cenário político local e nas novas necessidades dos partidos, tem crescido muito o número de lideranças políticas de Timon dispostas a disputar uma candidatura de deputado federal nas eleições deste ano.

Num levantamento superficial feito pelo eliaslacerda.com detectou-se que diversas lideranças vem colocando seus nomes para disputar uma vaga para a Câmara Federal. O advogado Jaconias Morais, o ex-vereador Leandro Belo, os vereadores de mandato Ramon Júnior e Ivan do Saborear, são alguns dos proponentes a disputa.

Outro disposto a competir por uma vaga é o dirigente do PT de Timon, Rafael Almeida.

Última a colocar seu nome para a disputa, a suplente de vereadora Guiomar dos Santos, do PEN, foi a que mais recentemente manifestou interesse em ser candidata a federal.

Ao todo já são seis nomes colocados ao público como pré-candidatos.

Com tanta gente querendo disputar cargo tão difícil, o timonense deve está se perguntando: como alguém que não conseguiu sequer se eleger vereador pode está disposto a ser candidato a deputado federal? A resposta é simples.

A maioria desses proponentes, claro não são todos,  sabe que suas chances são quase zero de se eleger, entretanto querem projetar seus nomes para eleições vindouras de vereador de 2020, tendo em vista que as principais lideranças da cidade como o prefeito Luciano Leitoa, o deputado Alexandre Almeida e a vereadora Socorro Waquim, já manifestaram que vão apoiar deputados federais de fora.

Os candidatos da terra acreditam que numa disputa com candidatos de fora o eleitorado local vai preferir  votar nos daqui.

Para somar-se a estes fatores há também uma nova realidade partidária que estimula novas candidaturas de federal, pois pela nova norma partidária as siglas precisam somar muitos votos para deputado federal como forma de superar a cláusula de barreiras e assim garantir aos partidos a participação no tempo de televisão e acesso ao fundo partidário.

Nos bastidores tem gente apostando que dessas pré-candidaturas citadas muitas não chegam as convenções partidárias, entretanto é o que está posto até agora em Timon.

Esperemos pelo desenrolar dos fatos…

 

2 cometários

DENIS SERVIO
Comentou em 12/01/18

É candidato que “nem presta”!!!

Marcelo luís
Comentou em 13/01/18

A porca está só esperando os 6 ela vai adorar

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

*
*

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael