Logo Elias Lacerda
                           Clínica São Rafael

Marcos Oliveira, o Beiçola de ‘A Grande Família’, recebe ajuda de vaquinha virtual

Ator sofre com as dificuldades na pandemia enquanto vive sem trabalho e sem família

Marcos Oliveira na pele do personagem 'Beiçola' de 'A Grande Família
Legenda: Marcos Oliveira interpretou Beiçola por 14 anos e recebeu valores pela exibição da reprise de ‘A Grande Família’
Foto: Globo/Paulo Belote

Sem trabalho atualmente, já que muitas produções foram paralisadas para evitar circulação do vírus, o paulista de 65 anos contava com a ajuda de um amigo nos últimos meses.

Segundo Marcos, que concedeu entrevista ao Podcast ‘Só 1 minutinho’, o colega chegou a ajudá-lo em itens básicos, já que ele não tem nenhum familiar com o qual pode contar.

“Tenho um grande amigo que está na Europa e, de vez em quando, me ajuda comprando alguma coisa para eu comer. Um fã do interior de São Paulo fez uma vaquinha por lá e depositou um dinheiro para eu pagar minhas contas e ajudar na compra de comida também”, explicou ele.

 

Cenas do seriado da Globo 'A Grande Família'
Legenda: A reprise de ‘A Grande Família’ foi ao ar até 2019
Foto: TV Globo / Willian Andrade

O famoso Beiçola também usou a entrevista para lamentar que não esteja com a possibilidade de trabalhar como ator. “Sou sozinho, não tenho família. Vivo apenas com minhas três cadelas. Não me chamam para nada, para nenhum trabalho. Quero ter oportunidade de fazer outras coisas”, pediu.

DESPESAS DIÁRIAS

Atualmente, a vaquinha virtual para Marcos, aberta pelo site ‘Razões para Acreditar’, tem o objetivo de arrecadar cerca de R$ 30 mil para as despesas diárias do artista.

Além disso, ele também precisa lidar com as dificuldades relacionadas à saúde. Com diabetes, Marcos foi diagnosticado com uma fístula entre a próstata e a bexiga, algo capaz de causar infecções recorrentes.

Para aliviar a preocupação, fãs conseguiram alcançar o teto da arrecadação da quantia, e o valor chegou a ser ultrapassado na manhã desta sexta-feira (28).

VALOR POR REPRISE

Essa, inclusive, não é a primeira vez que o ator relata os problemas. Em 2009, ele falou das dificuldades financeiras e disse ainda receber uma quantia específica pela reprise de ‘A Grande Família’, que finalizou naquele ano.

 

“Quando depositam, é R$ 600, no máximo”, declarou ele, que já não estava conseguindo pagar os compromissos financeiros nas datas corretas.

 

Para piorar a situação, Marcos sofreu um infarto agudo do miocárdio e passou por cateterismo em setembro de 2020.

 

Do Diário do Nordeste

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

*
*

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael