Operação na saúde do Maranhão pode ter influências de Sarney através do novo superintendente da polícia federal

No meio político de Brasília não há dúvidas: o novo superintendente da polícia federal, Fernando Segóvia, indicado por José Sarney, chegou para fazer o jogo sujo do presidente Michel Temer.Na operação Pegadores desenvolvida ontem no Maranhão, a polícia federal prendeu várias pessoas alegando esquemas de corrupção na saúde, disse que o setor tinha mais de 400 fantasmas, mas não apresentou os nomes nem os contratos das empresas supostamente envolvidas.

Passados os ventos fortes da tempestade da operação que mobilizou a imprensa ligada ao grupo Sarney interessada no desgaste político do governo do estado, até agora não se conseguiu sequer provar qualquer envolvimento do secretário de saúde do estado ou qualquer outro auxiliar mais próximo de Flávio Dino.

Em Brasília a Coluna Esplanada publicou nota sobre o trabalho do novo superintendente da PF Fernando Segóvia:

E para jogar mais política no trabalho de Fernando Segóvia, ontem (16) a imprensa nacional divulgou que ele teve um encontro fora da agenda oficial com o presidente Michel Temer. Leia a matéria abaixo:

O novo diretor da Polícia Federal, Fernando Segóvia, foi recebido pelo presidente Michel Temer nesta quinta-feira. O encontro, por volta das 13h30, não estava registrado na agenda oficial e teria durado menos de 15 minutos. A Presidência atualizou a agenda às 18h15 e incluiu o encontro. Segundo assessores, Segóvia foi convidar Temer para a posse, na manha da próxima segunda-feira.

O subchefe de assuntos jurídicos da Casa Civil, Gustavo Rocha, despachava com Temer no gabinete e participou da rápida reunião, de acordo com assessores do Planalto. O encontro teria durado menos de 15 minutos. Assim como o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, Rocha apoiou o nome de Segóvia para comandar a PF. Nesta quinta-feira, Padilha está em Porto Alegre.

A posse de Fernando Segóvia, indicado pelo ex-senador José Sarney, à frente da Polícia Federal está marcada para a próxima segunda-feira, às 10h30, no Ministério da Justiça. Temer o nomeou para a diretoria da instituição no último dia 8. Ele substitui Leandro Daiello, que estava no posto desde 2011, início do primeiro mandato da ex-presidente Dilma Rousseff.

(Com parte das informações do blog do John Cutrim)

1 comentário

Paulo Rogério
Comentou em 17/11/17

Uma aberração dessa Oligarquia Sarney no Maranhão , ceifaram o ex falecido governador eleito Jackson Lago pelas vias do voto do povo, mais sacrificado por essa organização que já estão com suas garras de rapina em direção á Flávio Dino.

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
TekyNik