Logo Elias Lacerda
                           Clínica São Rafael

Rede Estadual de Ensino da URE Timon recebe formação sobre a nova Sistemática Avaliativa

De 27 a 29 de novembro os gestores, coordenadores, apoios pedagógicos e professores da Rede Estadual de Ensino da URE Timon participaram de uma formação sobre o novo Regimento do Sistema de Avaliação da Aprendizagem. Todos os encontros foram conduzidos pela supervisora Raquel do Comitê Executivo Mais IDEB da SEDUC e teve o acompanhamento da equipe da Regional de Educação de Timon, formada pelo gestor da URE, professor Regino Nolêto, pela diretora de ensino, Helena Sousa e pela articuladora do Mais IDEB, professora Ana Lúcia Bezerra.

A nova Sistemática Avaliativa visa, basicamente, reduzir a média escolar de 7,0 para 6,0 e incluir a realização da pendência. Ou seja, os estudantes que não alcançarem rendimento satisfatório para a progressão para o ano/série/etapa de EJA subsequente poderão submeter-se ao cumprimento da pendência. A pendência constitui-se na progressão parcial por meio do qual o aluno que não alcançou rendimento satisfatório no ano em curso será aprovado para o ano/série subsequente devendo submeter-se a estudos paralelos relacionados a somente três componentes curriculares cujo rendimento foi insuficiente.

No entanto, se ele acumular mais de três pendências na etapa de ensino ficará reprovado no (a) ano/série em curso. Todas estas novidades e outras informações a respeito das mudanças na forma de avaliação e seus registros na escola podem ser encontradas no Regimento Escolar dos Estabelecimentos de Ensino da Rede Pública Estadual do Maranhão. Para acessá-lo basta clicar no link: https://goo.gl/nQaPY6 e procurar pelo Título VI – capítulos I, II e III.

O primeiro encontro desta semana de formações aconteceu em Matões e contemplou os Centros Educacionais Eugênio Barros e João Paulo I. Na abertura, o gestor da Regional de Educação apresentou aos presentes a supervisora Raquel do Comitê Mais IDEB que também é representante da Secretaria de Estado da Educação, na pessoa do Secretário Felipe Camarão. Além disso, Raquel também representa a SAE (Secretaria Adjunta de Ensino), responsável pela implantação deste sistema, na pessoa da Secretária Nádya Christina.

O professor Regino Nolêto aproveitou a ocasião para pedir a todos que recebessem este momento da educação maranhense da melhor forma possível, já que o Maranhão era um dos 4 estados brasileiros que ainda não tinha reduzido a média escolar. “Este sistema é novo para o Maranhão, mas em vários outros estados do país já é usada esta nova sistemática de avaliação. Peço, portanto, que vocês professores e gestores, sejam multiplicadores deste encontro. Alguns professores, não todos, criticam muitas ações que o Estado está fazendo, incluindo esta. Mas, infelizmente, muitos destes que criticam estão em uma situação de comodismo. Não adianta ficar de braços cruzados e fingir que está fazendo educação. Precisamos fazer alguma coisa e o Governo está fazendo. Por isso, estamos aqui para dar continuidade a este trabalho”.

A diretora de ensino da URE Timon, professor Helena Sousa também reforçou as atividades que o Governo Estadual tem desenvolvido. “A gente já tem avançado muito. O Governo tem feito muito pela educação, mas não dá para mudar tudo em um piscar de olhos, então esta sistemática esta sendo implantada para gente tentar melhorar os índices de reprovação. Gostaríamos que vocês vissem esta implantação como algo que realmente vá funcionar”.

Já em Parnarama, as escolas que participaram foram o C.E. Mestre Tibério e C.E. Cônego de Jesus. Em São Francisco a formação aconteceu apenas no C.E. Estado de São Paulo. E no último dia, para encerrar a semana de encontros, todos os Centros Educacionais de Timon participaram. Esta nova sistemática está sendo implantada primeiramente no Ensino Médio e gradativamente será ampliada para o Ensino Fundamental.

Segundo a supervisora Raquel, a pendência era uma regra aprovada desde o ano passado. “Ela foi oriunda de discussões desde o ano de 2015, nas primeiras escutas pedagógicas e foi efetivada em 2016, enquanto documento, pelo Conselho Estadual de Educação (CEE) dentro do nosso regimento escolar disponível na página do Governo do Estado. Porém, ainda não foi implementada até o presente momento de 2017, que é o momento onde iremos dar o norteamento da pendência”, conclui.

(Da assessoria)

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

*
*

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael