Logo Elias Lacerda
Clínica São Rafael

Câmara Municipal de Timon segue improdutiva e em crise política; Liminar da justiça anulou a primeira sessão dirigida por Socorro Waquim e Hélber agora é presidente sub judice

Socorro Waquim empossou Hélber Guimarães presidente após eleição, mas vereadores que apóiam Francisco Torres já tinham conseguido uma Liminar na justiça anulando Sessão Extraordinária presidida pela vereadora.

Improdutiva e mergulhada numa crise política como nunca se viu na sua história, a Câmara Municipal de Timon segue sem prestar sua verdadeira função, que é de colocar os interesses públicos acima dos interesses políticos de grupos na casa.

Na manhã deste sábado (5) foi registrado mais um capítulo da novela sem fim que se transformou a atual legislatura em relação a eleição para presidente da casa.

Uma liminar da justiça concedida aos vereadores que fazem parte da base do prefeito, anulou a Sessão Extraordinária presidida pela vereadora Socorro Waquim da última quarta-feira (2) por ter infringido o Regimento Interno da Casa, como bem definiu o eliaslacerda.com ainda naquela mesma quarta-feira no final da tarde (entenda revendo a matéria que publicamos clicando aqui).

Na sessão dirigida pela vereadora do MDB, os vereadores do G11 votaram contra o orçamento 2019 da administração municipal , mesmo sem quórum para apreciar a matéria e em seguida Socorro Waquim marcou para este sábado a eleição da mesa diretora da casa.

Na manhã de hoje, Hélber Guimarães foi eleito pelo grupo do G11 numa eleição onde os outros dez vereadores que apóiam Francisco Torres não compareceram. Socorro Waquim empossou Hélber logo em seguida. Só tem um porém: A decisão judicial, Liminar, conseguida pelos 10 vereadores que apoiam Francisco Torres para presidente, saiu antes mesmo da sessão de votação.

A liminar é do juiz de plantão, Simeão Pereira e Silva e anula a Sessão Extraordinária presidida por Socorro Waquim na última quarta-feira e que marcou a eleição para este sábado (5). Sendo assim, a eleição de Hélber Guimarães foi nula, no entendimento dos vereadores que apoiam Francisco Torres para presidente.

A guerra agora foi para a esfera jurídica.Portando, tudo volta para o começo do imbróglio. E assim segue a Câmara Municipal de Timon mergulhada numa briga política pelo poder onde não se tem data prevista para voltar a ser produtiva para a sociedade…


Notice: Undefined variable: aria_req in /usr/local/lsws/wordpress/wp-content/themes/eliaslacerda/comments.php on line 64

Notice: Undefined variable: aria_req in /usr/local/lsws/wordpress/wp-content/themes/eliaslacerda/comments.php on line 69

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael