Logo Elias Lacerda
                           Clínica São Rafael

Defesa pede soltura do jornalista Tony Trindade e diz que ele sofre de hipertensão, diabetes e transtorno do pânico

Ontem,  quinta-feira (20), a defesa de Tony Trindade ingressou com um pedido de liberdade provisória com ou sem fiança, após o apresentador ter sido preso na última terça-feira (18) pela Polícia Federal (PF).

A defesa do jornalista, representada pelo advogado Lucas Villa Lages, distribuiu o recurso e os atos foram remetidos para a 1ª Vara Federal Criminal, que deve ficar responsável por analisar o pedido.

Conforme a defesa de Tony Trindade, o jornalista possui diabetes e outras enfermidades, o que torna o apresentador parte do grupo de risco da Covid-19.

“Os laudos médicos em anexo atestam sua condição de portador de diabetes mellitus tipo 2, hipertensão arterial sistêmica, esteato hepatite, dislipidemia, sendo necessário o uso de múltiplas medicações. Além disso, é portador de Transtorno do Pânico (transtorno de pânico ou ansiedade paroxística episódica, CID: E11 e CID: F41.0), tornando ainda mais gravosa sua manutenção em estabelecimento prisional”, afirma a defesa de Tony.

Ainda segundo a defesa, a soltura de Tony Trindade não irá trazer riscos para as investigações ou para a sociedade, afirmando que a prisão do jornalista irá trazer “irreparáveis prejuízos à sua saúde física e mental, à sua reputação e carreira profissional, bem como atinge seus direitos e garantias fundamentais constitucionalmente assegurados”.

O jornalista foi transferido da sede da Polícia Federal para a Penitenciária Irmão Guido na terça-feira (18).

 

Do Pensar Piauí

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

*
*

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael