Destaques

Deputados vão mudar lideranças nos blocos da Assembleia Legislativa do Maranhão

Acima o deputado estadual Davi Brandão

Na próxima semana, os deputado estaduais começarão a organizar formação das comissões permanentes da Assembleia Legislativa. Os blocos parlamentares também deveriam ser definidos após o Carnaval.

Sobre os blocos, não haverá mudanças. Os parlamentares do PCdoB até tentaram formar um novo bloco para que pudessem sair do blocão governista. Mas o líder do movimento, deputado Othelino Neto (PCdoB), conseguiu reunir somente dois deputados do PCdoB. Júlio Mendonça decidiu, de última hora, não aceitar sair do blocão do governo. E como é preciso a reunião de seis parlamentares para formar um bloco na Assembleia, Othelino ficou no meio do caminho.

A ideia era formar um bloco da federação, mas por lá são somente cinco deputados. Othelino até tentou chamar outros nomes para chegar ao mínimo de seis nomes, mas não conseguiu.

O deputado Wellington do Curso (PSC) foi uma opção, mas ele, se aceitasse um bloco independente do governista, encerraria o bloco que faz parte com Fernando Braide (PSD), Eric Costa (PSD), Mical Damasceno (PSD), Júnior Cascaria (Pode) e Leandro Bello (Pode).

O fato é que os blocos se manterão. Mudarão somente as lideranças de cada bloco. Do blocão governista, o líder agora será Davi Brandão (PSB) já que Ana do Gás (PCdoB) está licenciada para compor a equipe do governador Carlos Brandão (PSB).

O Bloco Unidos pelo Maranhão (composto pelos deputados do PDT, União Brasil, PRD e Patriota) também troca de líder. Sairá Neto Evangelista (União) para entrar Glauberth Cutrim (PDT).

Somente no chamado bloquinho (PSD, PSC, Podemos) é que o deputado Eric Costa permanecerá como líder.

Mais mudanças
Outra mudanças previstas é na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Por lá o deputado Carlos Lula (PSB) sairá na presidência e da comissão.

Na presidência, a previsão é de que Neto Evangelista assuma. Ele foi até cogitado no início dos trabalhos do ano passado, mas o PSB pressionou pelo nome de Lula.

Já o novo membro no lugar de Carlos Lula deverá ser o seu colega de partido, Ariston.
Os rumores que a mudança na composição da CCJ foi uma exigência do Palácio dos Leões.

 

(Da coluna Estado Maior)

Faça um Comentário

Elias Lacerda

Elias Lacerda

Elias Lacerda
Jornalista apaixonado pela notícia e a verdade