Logo Elias Lacerda
                           Clínica São Rafael

Festas com lotação em bares de Timon viralizam nas redes sociais e ameaçam fechá-los novamente

Neste fim de semana viralizou nas redes sociais uma foto que mostra o desrespeito às medidas sanitárias que evitam a disseminação do coronavírus em alguns bares de Timon.

Um dos flagrantes de desrespeito foi registrado em um desses estabelecimentos que fica na avenida Francisco Carlos Jansen e que recebeu na última sexta-feira (21), a apresentação da artista Japa Cantora. A polêmica começou quando a própria cantora postou no seu perfil no Instagram, que tem mais de 150 mil seguidores, foto mostrando a lotação no estabelecimento. A legenda era: “ficou gente pro lado de fora pq não coube”.

Além da lotação, a foto mostrou que não havia distanciamento entre as mesas e ninguém usava máscara. Internautas criticaram o estabelecimento.

“Essa frase que diz que ficou gente do lado de fora porque não coube, também dá pra ser usada em relação à falta de vaga em UTI”, criticou um internauta.

Outra internauta postou “sem noção! Quem já perdeu um ente querido para a Covid sabe do que estou falando”.

Empresários do setor

A repercussão foi tão negativa que alguns empresários do setor de bares e restaurantes que cumprem as medidas também fizeram críticas e temem que os estabelecimentos voltem a ter restrições devido à “irresponsabilidade de alguns”.

“Infelizmente podemos ser prejudicados porque muitos pensam que a pandemia acabou. É lamentável”, disse um empresário que prefere não se identificar.

O desrespeito às medidas determinadas em decreto da Prefeitura de Timon pode resultar no recuo da flexibilização que o município vem adotando em relação ao funcionamento de bares e restaurantes. A prefeita Dinair Veloso e seu secretariado vem reforçando que a prioridade é salvar vidas.

“Nesse sábado (22) nossas equipes de fiscalização foram até estes bares e constatamos o descumprimento das medidas, inclusive, foi feita dispersão. Precisamos da contribuição e consciência de todos. A guerra contra o coronavírus ainda não foi vencida. Permitir a abertura de um estabelecimento não significa dizer que está permitida aglomeração”. alerta o secretário municipal de Segurança Pública, Júnior Bacelar.

A situação é ainda mais preocupante porque nesta semana o Maranhão registrou os primeiros casos da variante indiana do coronavírus, a que tem maior poder de contágio. Neste domingo (23) o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, está em São Luís entregando ao Estado 600 mil testes rápidos para Covid-19.

A medida visa a busca ativa de novos infectados pela variante indiana.

5 cometários

Mendes
Comentou em 23/05/21

Agora e só aguardar.

Gleyson Costa
Comentou em 24/05/21

Quem é Japa Cantora? Cada uma, primeira vez que vir falar.

arnaldo
Comentou em 24/05/21

e SÓ interditar o estabelecimento da queles que não respeita o decreto, e pronto

Auracélia
Comentou em 24/05/21

Mais se eu não estiver enganada o último decreto liberou eventos com até cem pessoas. Era previsível( sem noção esse decreto), aqui em Timon o povo( maioria) não sabe o que é DOIS metros de distância, vão saber contar CEM pessoas.

Auracélia
Comentou em 24/05/21

Aguardar o resultado do decreto…

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

*
*

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael