Logo Elias Lacerda
                           Clínica São Rafael

Gestores discutem na prefeitura de Timon os novos desafios impostos pela Covid-19

Gestores municipais em Timon se reuniram, nesta sexta-feira (21), para discutir medidas restritivas contra a Covid-19, para as próximas semanas. O secretário municipal de Saúde de Timon, Vinícius Cabral, explica que a situação é reavaliada constantemente e que a iminência da terceira onda do vírus no país e a circulação da variante indiana devem ser consideradas para a manutenção ou retrocesso da flexibilização das atividades comerciais.

“Ao adotarmos as medidas em relação à Covid em Timon, levamos em consideração o decreto de Governo do Maranhão e também como está a situação em Teresina-PI que, por ser muito próxima à nossa cidade, o que acontece lá reflete aqui. Hoje, nos reunirmos para discutir a situação da pandemia levando em consideração esses dois novos fatores, nos quais não podemos deixar de nos preocupar”, explica o secretário de Saúde.

A nova cepa, que é mais transmissível, chegou ao Brasil através de tripulantes que estavam em um navio fretado para transportar minério de ferro em São Luís. O município de Timon ainda não recebeu nenhuma recomendação do Governo do Maranhão em relação à variante indiana.

Além do secretário de Saúde, participaram da reunião, os secretários municipais de Governo, Saney Sampaio; Desenvolvimento Econômico, João Rodolfo; Segurança, Júnior Bacelar; Planejamento, Francisco Canindé; Parcerias e Projetos, Washington Bonfim; Ulisses Halley, Administração; Comunicação, Suzy Sousa e a diretora da Vigilância em Saúde, Karla Emanuelle.

O secretário municipal de Governo, Saney Sampaio, destaca que, mesmo com os fatores externos, a responsabilidade para manter o controle do vírus é integrada.

“É responsabilidade do município, mas também dos empresários que devem seguir os decretos e da população que deve usar máscara, manter o distanciamento e higienizar as mãos. As decisões do município são reflexos do esforço conjunto”, pontua.

Saney Sampaio reforça que o esforço conjunto tem impactado positivamente. Ele cita que o fator R0, que indica o índice de transmissibilidade, permanece abaixo de 1, que é considerado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) ideal para se ter o controle da doença.

“Temos conseguido controlar a propagação do vírus e ter uma situação estável em relação ao número de internações e mortes. Tudo isso, graças ao esforço conjugado. No decreto anterior houve uma flexibilização com base nesses dados positivos. Para continuar avançando, todos devem permanecer fazendo o seu papel”, finaliza Saney Sampaio.

Da assessoria

1 comentário

FERNANDAO
Comentou em 24/05/21

Realmente temos que fazer nossa parte a população como todos.

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

*
*

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael