Logo Elias Lacerda
                           Clínica São Rafael

Lançamento da pré-candidatura ao senado de Sarney Filho foi marcado por apatia no grupo Sarney

Do blog do John Cutrim-O evento de lançamento da pré-candidatura do ministro Sarney Filho ao senado serviu para expor a apatia, a desunião e fragilidade do grupo Sarney. O ato, que serviria para ressuscitar politicamente a oligarquia depois das derrotas eleitorais de 2014 e 2016, não saiu como o esperado e reuniu pouquíssimas lideranças políticas – menos de vinte prefeitos e ex-prefeitos, deputados, ex-deputados e vereadores.

O ex-senador José Sarney foi a ausência mais sentida – preferiu mandar uma mensagem gravada. A ex-governadora Roseana Sarney e o senador João Alberto até marcaram presença, porém não demoraram vintes minutos. Os dois deixaram o evento desanimados e com cara de poucos amigos. Alberto afirmou disputará novamente uma cadeira no senado e só abre mão se for para concorrer ao governo.

Muitos esperavam que Roseana Sarney aproveitasse a reunião e anunciasse, em clima de grande festa, sua candidatura ao governo com um discurso forte e empolgante a ponto de motivar e trazer esperança à militância. Só que, frustando as expectativas dos presentes, Roseana, visivelmente desanimada, sequer tocou no assunto governo, já que, além do desgaste provocado pelo fracasso de suas gestões, não conta com o apoio da classe política. Foi um verdadeiro balde de água fria nas viúvas sarneisistas. O senador João Alberto também não escondeu sua decepção com o fiasco da reunião. Foi chamado para discursar, mas já tinha deixado o local.

O senador Edison Lobão, que já anunciou que disputará a releição, e o filho Edinho Lobão não compareceram e sequer mandaram representante.

Entre os poucos que prestigiaram o lançamento do nome de Sarney Filho ao senado, os ex-prefeitos Nenzim (Barra do Corda) e Bia Aroso (Paço do Lumiar), os deputados estaduais Roberto Costa (PMDB), Andrea Murad (PMDB), Adriano Sarney (PV), Rigo Teles (PV) e Edilázio Junior (PV); os deputados federais João Marcelo (PMDB), Victor Mendes (PV), Aluísio Mendes (PTN) e Hildo Rocha (PMDB) e os prefeitos de Imperatriz, Bequimão, Apicum-Açu, Chapadinha, Barreirinhas, Trizidela do Vale, Turiaçu, Rosário, Alto Alegre e Urbano Santos.

No fim do evento, ficou perceptível que o grupo Sarney não tem mais a mesma força a ponto de reunir a classe politica a seu favor. Evidenciou-se a desunião que impera no clã por conta da falta de sintonia entre os seus membros.

1 comentário

rafael
Comentou em 03/06/17

Kkkkk,o povo do maranhão aprendeu a votar,sarney’s nunca mais!o lobão,já era pra tá preso,esse velho asqueroso ambiçioso,o outro lá roberto rocha eu nem sabia quem era,votei por causa do Flavio dino,passou a rasteira em todo mundo.

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael
Ateliê dos Doces