Logo Elias Lacerda
Clínica São Rafael

Menor que matou mulher no cartório nesta sexta foi preso na última quarta-feira e solto

Em cima da mesa o leitor pode ver celulares, drogas e outros objetos frutos de crime. Há também um capus (preto) que a polícia acredita que era usado pelo menor para praticar assalto.

Após a prisão nesta manhã logo após cometer o crime, o menor já tinha descolorido o cabelo, como pode ser visto na foto logo acima

É pra indignar qualquer um. O menor de idade que atirou e matou uma cliente do Cartório do 2º Ofício de Timon na manhã desta sexta-feira (21), crime que está dando muita repercussão, já é conhecido do mundo do crime. Com 16 anos de idade, ele já tinha outro homicídio e foi preso exatamente na última quarta-feira, dia 19. Isso mesmo: antes de ontem.

O menor de iniciais H. G. S. foi preso por tráfico junto com a mãe dele, Maria Valdinete Veras Gonçalves, no bairro Cidade Nova, quando estava em casa numa operação conjunta envolvendo policiais da Delegacia de Entorpecentes de Timon e policiais militares do 11º Batalhão.

H. G. S., vulgarmente conhecido como ZEZIM, é tido como de altíssima periculosidade e segundo fontes policiais do eliaslacerda.com,  já tem outro homicídio praticado no ano passado.

Preso na quarta-feira, o menor foi logo em seguida colocado em liberdade pela justiça local.

Menos de dois dias depois,H. G. S, nesta sexta-feira (21), cometeu mais um suicídio: Naiana Nascimento Pinto, cliente do Cartório do 2º Ofício.

Emerson Cláudio Santos na viatura na foto acima, logo após ser preso.

A guarda municipal de Timon junto com a polícia civil e militar já prenderam os dois elementos envolvidos no crime. O comparsa do menor era Emerson Cláudio Santos. Ele também tem antecedentes criminais. Eles foram levados para a Central de Flagrantes e lá a polícia informou que eles já havia roubado nesta manhã uma pessoa perto do supermercado Mateus.

Com a dupla a polícia apreendeu a arma, um revólver, dinheiro no valor de 637 reais e documentos de uma moto de uma das vítimas.

E a pergunta que se faz é: Quem agora poderá ser responsabilizado pela morte da senhora no Cartório de Timon?

O leitor poderá emitir sua opinião nos espaço para comentários deste site…

18 cometários

Fernando
Comentou em 21/07/17

Esse é o nosso País que vivemos, A minha opinião que esses caras, por menores ou maiores tem é que aprodecer na grade, ou ir direto pro inferno. Não tem mais jeito é cortar o mal pela raiz se ele tiver a mesma liberdade fará de novo o que ele cometeu. A policia tem que fazer uma varredura na Cidade Nova porque é um dos bairro com mais incidência de omícidio e tráfico de Timon, nós desse bairro não aguentemos mais, estamos pedido Socorro as autoridades é chega no bairro e ver o montim queimar mesmo.

Silvio
Comentou em 21/07/17

Se houver justiça. Se os operadores da justiça tivessem coragem deveriam responsabilizar o estado a pagar indenização às vitimas e familiares, pois é o estado responsável tanto pela guarda dos presos quanto a segurança da sociedade que trabalha e banca o estado. Caberia tambem a turma dos direitos humanos levar a frente processos contra o estado para dá a devida indenização às vitimas e familiares e não só proteger bandidos.

sebastiao de sousa oliveira
Comentou em 21/07/17

sera que o erro esta na lei? Ele ja tinha matado outra pessoa pela lei deveria esta preso e nao solto,a pergunta deve ser como ele conseguiu liberdade tao rapido?

Marcelo
Comentou em 21/07/17

Morte aos 2.

Ramos de Araújo
Comentou em 21/07/17

Bandos de lixos si fosse um país de responsabilidade era pena de morte para dá exemplo.

Antonio Carlos
Comentou em 21/07/17

Indignação sem tamanho, enquanto estamos presos dentro de casa esse ordinários nas ruas praticando todos os tipos de crimes, e o que mais se pergunta é porque um cidadão quando pego pela policia armado mesmo apos verificação da sua conduta sofre tantas humilhações, é preso e processado é exposto a sociedade como bandido, esses bandidos preso praticando crimes e em menos de 72 horas livres porque é menor, é menor só pra ser preso?, onde já se viu isso, só no brasil mesmo, agora você cidadão de bem faça algo contra um infeliz desse pra você ver, cadê os direitos humanos pra família dessa vitima, cadê nosso direito de viver em liberdade que não existe mais? o inferno vive quem tem e não pode usufruir do que é seu…. então diga como eu porte de arma aos cidadãos de bem, e atenção senhores policiais militares sejam mais amigos de nos cidadãos, nos ajudem com mudanças nas acoes de averiguações de quem somos e o porque de portar-mos uma arma já que o estado não nos garante o que temos por direitos constitucionais..

Rejany Sampaio
Comentou em 21/07/17

É mesmo revoltante! Estamos a mercê dos bandidos,Só Deus p nos livrar!

drogaria alencar
Comentou em 21/07/17

E dificil viver num pais onde as leis só beneficia contraventor é o reflexo de uma sociedade hipócrita que querem tapar o sol com a peneira, como se admite uma cidade com mais de 200 mil pessoas não existir um sistema prisional pra menores vai pra delegacia chamas os pais e solta.
num país onde so fala de eleiçãoes ou de reeleições e nunca pença em mudar as leis de 1940 fica
impossivel mudar o quadro que estamos somente jesus na causa.

DENIS SERVIO
Comentou em 21/07/17

Certamente o menor!

rafael
Comentou em 21/07/17

o pior mal do brasil,não é a corrupção;sim a impunidade!BOLSONARO 2018!

José Ribeiro
Comentou em 21/07/17

Enquanto o país estiver sendo conduzido por hipócritas, na sua maioria, não teremos justiça. No Brasil quem vive atrás das grades, trancados em suas residências, é a sociedade de bem, os bandidos estão livres para praticar seus crimes, tudo isso com a conivência dos poderes que deveriam atuar contra a criminalidade, por sinal ganham muito bem pra isso.

FERREIRA
Comentou em 21/07/17

o país esta falido, em tudo !!!….

Paulo Roberto
Comentou em 21/07/17

parabéns aos advogados e agentes da justiça que não se sensibilizam com episódios como esse e que não fazem o minimo de esforço para manter preso homicidas como o que matou essa jovem, mais uma vez os falsos agentes do direito da lei e da justiça trabalharam em desfavor do bem e da paz, ela não teve direito a defesa mais seu assassino vai ter, e a culpa meus senhores não é da lei .

alberto carlos
Comentou em 21/07/17

Infelizmente moramos num país, quanto pior melhor, corrupção, classe política desacredita. Nessa contramão, veja os EUA lá menores sejam julgados e punidos como adultos. É o país que tem as maiores populações de jovens e adultos encarcerados do mundo, cada Estado tem relativa autonomia para definir sua legislação punitiva.
Em alguns locais e a depender da gravidade do crime, menores podem ser julgados e condenados como adultos, cumprindo pena em prisões regulares. Há casos de menores que foram condenados à prisão perpétua em penitenciárias estaduais quando tinham 12 ou 13 anos de idade. Esses crimes aqui no Brasil praticados por menores de 18 anos são chamados de ato infracional, devido à inimputabilidade penal dos menores, prevista no art. 228 da Constituição Federal de 1988.
Vejo esse caso concreto, o adolescente já havia praticado um homicídio e outros crimes menos potenciais, mas tava solto. E olha o que deu hoje, uma pessoa inocente, uma mãe que estava ali no cartório pra registrar seu filho, agora a família irá fazer o seu registro de óbito. Só temos é que nos apegar a Deus, rogar por proteção e livramento todos os dias, pois a sua justiça é infalível e as consequenciais são eternas.

Deusa
Comentou em 21/07/17

Aqui em Timon já deveria ter um centro de detenção pra menores. Como pode um bandido que acabou de ser liberado e vai pra rua cometer as mesmas coisa. Os culpados: São as leis, os politicos corruptos que não investe em segurança, falta de políticas educacionais E acima de tudo leis mais severas para menores, igual aos outros países.

Carlos Alberto
Comentou em 21/07/17

Quem ordenou a soltura desse menor, tem que ser responsabilizado pela morte dessa senhora …

Eu
Comentou em 22/07/17

Estes safados assaltaram uma sra na segunda, com revolver e tudo. Nao tem mais jeito. Eles vao continuar fazendo a mesma coisa

Pedro Walber
Comentou em 23/07/17

Esqueceram a reforma do código penal e a redução da maioridade penal. O congresso se tornou inimigo da sociedade.

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael
TekyNik