Logo Elias Lacerda
Clínica São Rafael

Polícia deve anunciar a prisão de padrasto que estuprou menina de 11 anos em Timon

A polícia civil está empenhada em prender nas próximas o padrasto da garota de 11 anos que foi estuprada e engravidada por ele em Timon. O fato aconteceu com uma garota que mora no residencial Novo Tempo e de acordo com as investigações, o padrasto abusava sexualmente da menor há anos.

O caso veio à tona na imprensa local e até nacional com publicação no Estadão on line, no começo deste mês de março após a família da garota procurar a Maternidade Evangelina Rosa para aborto, o que foi recusado pela direção da unidade de saúde, pois embora nesses casos seja permitido, pela legislação a autorização só é dada até o décimo segundo mês de gestação e a garota timonense tinha gravidês que passava disso. Com a gravidez adiantada, a menina estaria sujeita a risco de óbito durante a cirurgia. “A paciente está fora da idade gestacional para a realização do aborto legal”, alegou a direção do hospital.

O padrasto da garoto  fugiu de casa ainda em dezembro último ao perceber que a polícia poderia prendê-lo.

A Polícia Civil apurou que ele é usuário de drogas e tem passagens por agressão. A  mãe da garota quer levar a gravidez até o parto. “Ela é responsável pela filha e deixou claro que não quer o aborto, por causa do risco que envolve. Assim que a criança nascer, ela pretende encaminhar o bebê para a lista de adoção, disse a Delegacia da Mulher de Timon, Ingrid Albuquerque.”

De acordo com informações que chegam ao eliaslacerda.com, policiais civis de Timon liderados pelo delegado regional Humaitan Oliveira, estariam em viagem ao interior do Maranhão para prender o padrasto. O anúncio da prisão pode ser anunciado ainda nesta quarta-feira (15).

 

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael
TekyNik