Rombo de 100 milhões fechou empresa Frango Dudico em Teresina

Empresa cearense estava no Piauí desde 2009 e anunciou que vai fechar as portas alegando prejuízo; número de pessoas desempregadas só cresce no Piauí

Anúncio da demissão em massa ocorreu durante reunião na empresa, na última quarta -feira(19)

Após dez anos de funcionamento no Piauí, a indústria de frangos Dudico encerrou, oficialmente, as suas atividades no estado. A diretoria da empresa fala em um rombo de R$ 100 milhões em prejuízos acumulados. Pelo menos 400 colaboradores perderam o emprego. A informação foi confirmada na tarde de quarta-feira (19/06) pelo Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Alimentação no Piauí (Sintriapi).

De acordo com, Antônio Pitombeira, um dos diretores da categoria, os trabalhadores foram surpreendidos com a convocação de uma reunião entre os executivos da Dudico e os empregados, na manhã de quarta-feira. Comoção e tristeza marcaram a expressão dos funcionários. Pelo menos 400 famílias perderão uma base de sustentação, que era o salário que um funcionário ganhava na empresa de abater frangos.

Pelo menos 400 colaboradores perderam seus empregos e o clima foi de tristeza na sede da Dudico em Teresina (Foto: Reprodução)

“Hoje (quarta) pela manhã fomos surpreendidos por um telefonema de um dos diretores da Dudico de Fortaleza. Ele disse que queria uma reunião com o sindicato, para tratar das demissões da empresa, porque não há como manter a empresa no Piauí. A empresa vai arcar com os direitos dos trabalhadores. Foi comunicado em público o fechamento da empresa no estado. Foi o último dia de abate e ele relatou o desligamento de 400 colaboradores”, declarou o sindicalista.

Apesar dos problemas financeiros, a empresa não declarou falência e irá arcar com os direitos de todos os trabalhadores, como indenizações, férias e 13º salário. A Dudico está instalada no Piauí desde 2009 e atua nos mercados do Ceará, Piauí e Maranhão. Pertence ao Companhia de Alimentos do Nordeste (CIALNE), fundada em Fortaleza, no Ceará, em 1966, por Francisco de Araújo Carneiro, conhecido como Dico Carneiro. A sede da empresa em Teresina ficava localizada na Rodovia BR 316, próximo ao Rodoanel que liga até a BR 343.

“A gente lamenta muito como entidade. É uma crise política que virou financeira e atingiu as empresas no nosso estado. Outra empresa do nosso ramo também fechou este ano. Estamos sentindo muito a perda no setor alimentício. É com muita tristeza, quando foi falado para os funcionários, houve muito clamor. O baque é grande, mas estamos assegurando os direitos. Eles alegam que nesses dez anos houveram R$ 100 milhões de prejuízos acumulados. E que não está tendo retorno”, disse Antônio Pitombeira.

Sede da Dudico em Teresina, localizada na Rodovia BR 316, próximo ao Rodoanel, fecha as portas (Foto: Reprodução)

O DESEMPREGO NO PIAUÍ
A taxa de desemprego no Brasil ficou em 12,4% no último trimestre, atingindo 13,1 milhões de pessoas, segundo divulgou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O número representa mais de 892 mil pessoas desocupadas no país e com a crise, esse número só aumenta em estados como o Piauí. Segundo esses mesmos dados, o Piauí manteve a taxa de desemprego em 12,3% do 3º para o 4º trimestre de 2018. O estado fechou o ano passado com queda de 1 ponto percentual na taxa de desempregados. Em 2017, a taxa do Estado era 13,3%. A menor taxa de desemprego já registrada no Piauí foi de 5,9%, no 4º trimestre de 2014 (momento pré-crise) e a maior foi de 13,5%, no 2º trimestre de 2017 (momento de recessão econômica).

 

Do site oitomeia.com

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Barro Forte
WhatsApp chat