Logo Elias Lacerda
                           Clínica São Rafael

Todos os animais do zoobotânico de Teresina vão ser transferidos para santuários


Parque Zoobotânico, em Teresina  — Foto: Ilanna Serena

Parque Zoobotânico, em Teresina — Foto: Ilanna Serena

A Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semar) anunciou nesta quarta-feira (14) que fará a transferência de todos os animais do Parque Zoobotânico, na Zona Leste de Teresina, para santuários em vários estados do país.

objetivo é garantir maior bem estar animal e ressignificar o parque, que oferece abrigo aos animais, mas não é o habitat ideal para eles.

A Semar informou a transferência é uma ação inédita no país e por isso firmou uma parceria com a Confederação Brasileira de Proteção Animal, onde está sendo preparado um protocolo de esvaziamento e libertação dos animais do Parque Zoobotânico.

“A medida é pioneira, uma vez que em nenhum lugar do país foi elaborado um documento que trace e regulamente os aspectos técnicos de segurança, bem estar físico e psicológico de transporte, e transferência de animais cativos em zoológicos para santuários ecológicos”, informou a Secretaria.

Parque Zoobotânico, em Teresina  — Foto: Ilanna Serena

Parque Zoobotânico, em Teresina — Foto: Ilanna Serena

A Confederação ficou responsável pelo levantamento dos santuários aptos a receberem os animais. O corpo técnico da Semar está providenciando a regularização das espécies junto ao Sistema Nacional de Fauna Silvestre (Sisfauna) e elaborando as instruções normativas do protocolo de transferência.

A ação foi inspirada na experiência exitosa e pioneira realizada entre o estado do Piauí e a Confederação, que conseguiu a transferência da ursa Marsha, posteriormente renomeada Rowena, para o santuário Rancho dos Gnomos, em Joanópolis (SP). A ursa foi transportada em um avião da Força Aérea Brasileira.

Ursa Marsha foi transferida para o santuário Rancho dos Gnomos, em Joanópolis (SP), onde faleceu meses depois — Foto: Andrê Nascimento/G1 PI

Ursa Marsha foi transferida para o santuário Rancho dos Gnomos, em Joanópolis (SP), onde faleceu meses depois — Foto: Andrê Nascimento/G1 PI

Nesta quinta-feira (15), às 10h, a Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos vai realizar uma coletiva de imprensa, na sede do órgão, para explicar como vai funcionar a iniciativa. A Presidente da Confederação Brasileira de Proteção Animal, Carolina Mourão, vai participar da coletiva por meio de videoconferência.

Reabertura

O Parque Zoobotânico foi reaberto no dia 11 de junho após passar por uma reforma e ficar quase um ano fechado. O espaço tem cerca de 400 animais, entre aves, serpentes, répteis e primatas.

De acordo com a Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semar), durante a revitalização do espaço, foram renovados banheiros públicos, áreas administrativas, alojamentos de pesquisadores e recintos de animais. O fornecimento de água, energia e a conexão da internet foram fortalecidos.

Uma base fixa da Polícia Militar Ambiental será responsável pela segurança 24 horas do estabelecimento. As poucas mudanças realizadas no local geraram críticas dos visitantes do parque, que esperavam mais melhorias, principalmente para os animais.

MP quer suspensão de PPP

Parque Zoobotânico, em Teresina  — Foto: Ilanna Serena

Parque Zoobotânico, em Teresina — Foto: Ilanna Serena

O Ministério Público do Piauí (MP-PI) expediu no dia 11 de junho uma recomendação solicitando a suspensão do processo de licitação referente à Parceria Público-Privada (PPP) do Parque Zoobotânico de Teresina. De acordo com o órgão, foram constatadas várias deficiências no edital.

“Ausência de inventário arbóreo, plano de aplicação do valor arrecadado de outorga do parque, referência à criação de Bioparque, ausência de menção ao cumprimento das exigências técnico-legais para Unidade de Conservação, inexistência de critério técnico para seleção da empresa, e, ainda, há ausência de plano de manejo de fauna”, citou o MP.

O Ministério Público informou que vem acompanhando a situação do parque e cobrando do governo a realização de melhorias que propiciem aos animais um lugar saudável para viver e adequado para que a população visite o espaço.

Do G1 Piauí

3 cometários

Mirian Souza
Comentou em 15/07/21

Já não era hora de retirar os animais desse sofrimento, e acabar com o descaso ao qual eles (fauna e flora) estavam submetidos.

Raimundo
Comentou em 15/07/21

boa iniciativa, o deputado é contra a confecção de gaiolas e o GAIOLÃO das araras no Zoobotanico. brincadeira rapaz

Lucas da Silva Lourenço
Comentou em 15/07/21

E lamentável teresina ja e uma capital quase sem opções para visitantes, e ainda aos poucos o estado vai acabando os poucos que tem, isso e resultado de um gonverno descompromissado com o seu povo, espero que em 2022 o povo do piaui saiba escolher melhor

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

*
*

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael