TRE do Maranhão cassa suplente de Alexandre Almeida e promotoria eleitoral impugna Soliney e pede para Socorro Waquim sanar falta de documentos

O Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão segue analisando os pedidos de registros de candidatura junto ao órgão. Nesta semana o Tribunal impugnou o advogado Jorge Arturo, suplente do candidato ao senado pelo PSDB, o timonense Alexandre Almeida.

Só foi ser impugnada a candidatura de suplente do advogado que já tem várias pessoas enviando mensagens nas redes sociais dizendo que Jorge Arturo é ficha suja. Nada disso. Ele pode até vir a ser ficha suja algum dia, mas este não foi o motivo de sua impugnação. De acordo com fontes do eliaslacerda.com, a impugnação da candidatura ocorreu porque Jorge Arturo não teria feito o recadastramento do seu título.

 

Soliney Silva e Socorro Waquim

Quem também está tendo suas candidaturas analisadas pelo Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão são os candidatos do MDB, Soliney Silva e Socorro Waquim. O ex-prefeito de Coelho Neto já recebeu parecer pela impugnação do Ministério Público Eleitoral que alega ter o ex-gestor contas reprovadas pela Câmara Municipal da cidade vizinha.

Soliney ainda espera decisão final do Tribunal Regional Eleitoral.

 

Socorro Waquim solicitada para sanar ausência de documentos

Já a atual vereadora e ex-prefeita de Timon, Socorro Waquim, está sendo solicitada pelo Ministério Público Eleitoral para sanar falta de documentos no pedido de registro. Segundo o procurador eleitoral, a ex-gestora municipal apresentou uma certidão criminal incompleta, onde deveriam constar 14 processos a lista entregue pela candidata faz referencia apenas a 6. Também faltou por parte dela entregar certidões referente a processos de improbidade administrativa que tramitam na Comarca de Timon, sobre isso o membro do MPE intimou a candidata a apresentar tais certidões, pois podem configurar inelegibilidade da alínea l da do inciso I do art. 1º da Lei Complementar nº 64/90.

Socorro Waquim tem três dias de prazo para resolver o problema, caso não o faça, o Ministério Público Eleitoral pedirá o indeferimento de sua candidatura a deputada estadual.

(Com parte das informações do Observatório dos Cocais)

 

3 cometários

Carlos Albukerke
Comentou em 08/09/18

Essa Socorro Waquim deveria dar é ma explicação sobre votar contra o corte da verba de gabinete.

Tiuba
Comentou em 09/09/18

Socorro não é está nem aí para o povo. Dela ela aí ajeitar rapidinho, Carlos… Espera pra tu ver!

ASSUNÇÃO
Comentou em 10/09/18

EU sou socorro e não abro. É única dignina de votos. criem vergonha povo timonense.

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
TekyNik