Anuncie
Destaques

Informes rápidos do eliaslacerda.com



Joedson Nunes - Arquiterura

Fakes de Timon na mira da polícia civil

Sabe aquelas polêmicas do início da gestão Luciano Leitoa envolvendo os Fakes, perfis falsos do Facebook, que eram usados para atacar o prefeito e seus aliados das formas mais caluniosas possíveis? A denúncia feita pelo prefeito na polícia civil de Timon em 2014 segue sendo investigada. Na época Luciano denunciou 15 fakes quando entregou ao Delegado Regional Humaitan Oliveira um calhamaço de cópias de papéis tirados do Facebook em envelopes (como pode ser visto na foto acima).

O caso não está encerrado e os investigadores continuam debruçados sobre as denúncias para tentar identificar os culpados. Há quem diga que não vai mais demorar até que o inquérito seja concluído e entregue na justiça.

 

Leandro Bello não planeja concorrer para a Câmara

Ele pode até mudar de ideia, afinal na política a dinâmica dos fatos já traiu muitas afirmações dos políticos, mas o suplente de vereador Leandro Bello, não tem mais interesse em concorrer a uma vaga ao legislativo municipal em 2020.

Suplente de deputado federal e presidente do DEM de Timon, Leandro parece sonhar mais alto. Ao seu ex-companheiro de Câmara Municipal, o vereador José Carlos Assunção, ele confessou dias atrás e não pediu segredo, que sua intenção agora é ser candidato a prefeito ou a vice.

Bello já descobriu que dificilmente na Câmara Municipal seu nome conseguirá se projetar para galgar voos mais altos.

O legislativo municipal tem sido a sepultura de muitos nomes ao longo da história. Nesta legislatura, então, com as constantes brigas e baixarias que a casa tem proporcionado, nem se fala…

 

Henrique Júnior  e a vontade de concorrer

Quem também sonha alto e parece decidido a deixar o legislativo municipal em 2020 é o vereador Henrique Júnior, do PMN. Tivesse um aparelho que pudesse medir a vontade daqueles que mais tem disposição e interesse em concorrer ao pleito de prefeito de Timon, Henrique Júnior talvez ganharia com folga.

Vontade de disputar não falta ao jovem vereador. Tanto que já se movimenta com vistas a saber o custo de sua campanha para prefeito.

 

Te cuida, Bolsonaro

Bolsonaro ainda não disse a que veio. Projetado na opinião pública através das redes sócias com críticas a corrupção dos governos que o antecedeu, o capitão da reserva do exército ganhou força na pré-campanha e subiu como um foguete nas pesquisas após após receber uma facada que quase o matou. O episódio o colocou em situação de tão agradável conforto eleitoral que lhe deu direito até de se ausentar de todos os debates sem prejuízo algum e mesmo assim o  favorecendo a ganhar as eleições sem que o povo pudesse conhecer melhor sua capacidade.

2019 chegou e agora o Brasil começa a cobrar do novo presidente, mas este não tem conseguido dar respostas aos problemas do país. Enquanto perde tempo mexendo em assuntos  como a sugestão de comemorar a data do golpe militar de 1964, assunto que até os próprios militares acham desnecessário, Bolsonaro ver o Brasil começar a desconfiar que ao novo presidente falta-lhe muito, especialmente preparo político e programa de governo consistente para tirar o país da crise.

 

Mourão ganha espaço

Tirando Paulo Guedes e Sérgio Moro, ministros considerados sustentáculos da gestão do novo presidente, a outra boa novidade na distribuição do poder em Brasília parece vim de onde se menos esperava: o general e vice-presidente Hamilton Mourão. O gaúcho é militar preparado, culto, poliglota e por incrível que pareça, mais habilidoso politicamente que o próprio Bolsonaro. Exercendo a função sem raiva,  com elegância e respeito, como requer o mandato de um estadista, Mourão tem sido atencioso até mesmo com os mais fortes adversários do governo. Foi assim quando recebeu o governador do Maranhão, Flávio Dino dias atrás e o mesmo com o governador do Piauí, Wellington Dias.

Com esse comportamento já tem gente apostando que se Bolsonaro tropeçar e cair do poder, Mourão é substituto preparado para tocar o país adiante com segurança.

 

Sétimo Waquim recuperado

Depois do susto que deu dias atrás na família e amigos ao ser internado com problemas cardíacos em um hospital de Teresina, o ex-deputado federal Sétimo Waquim dar sinais de que realmente parece ter saído do perigo. Em dieta e fazendo caminhadas diárias, o ex-deputado já perdeu alguns quilos e parece bem animado.

Sua empolgação é tamanha que ao se encontrar com o jornalista Elias Lacerda na semana passada, ele informou que estará em plenas condições físicas em dezembro deste ano para participar do jogo de confraternização do site eliaslacerda.com. Pediu até para garantir  sua vaga no elenco com antecedência.

 

Motoristas temerosos

Os timonenses que viajam para o interior do Piauí, especialmente para o litoral, devem devem ter percebido ao longo da BR 343 novas estruturas instaladas às margens da rodovia que parecem ser preparadas para colocação de radares de velocidade. Muitos condutores ao chegarem nesses locais tem diminuído a velocidade para até 40 Km por hora temendo serem multados.

Depois do assunto ser motivo de muitas especulações nas redes sociais, a Polícia Rodoviária Federal na semana passada soltou nota esclarecendo. Disse que os equipamentos foram instalados nas rodovias federais de todo país com o objetivo de diagnosticar o fluxo de veículos e serve apenas para a contagem de veículos para projeção de planejamentos operacionais futuros.

A PRF ressaltou que os equipamentos não emitirão e nem lavrarão nenhum tipo de sanção aos usuários da rodovia, tendo em vista que esse não é o objetivo do sistema.

Você pode ler também!

Deixe um comentário



Barro Forte