Logo Elias Lacerda
                           Clínica São Rafael

Informes rápidos do eliaslacerda.com

Roberto Rocha pode deixar o PSB

O prefeito de Timon, Luciano Leitoa, parece que será recompensado com a sua insistência de permanecer dirigindo o PSB no Maranhão, mesmo com os inúmeros obstáculos criados pelo senador Roberto Rocha. Eleito por Flávio Dino e seus aliados, Roberto Rocha tem como sonho tomar a direção do PSB e empurrar o partido para trabalhar contra a reeleição do governador, tendo em vista que ele próprio pretende ser candidato a governador contra o comunista.

Com uma pedra no meio do seu caminho, que é o prefeito Luciano Leitoa, o senador já começa a elaborar outro projeto para sua candidatura de governador em 2018. Ele estaria planejando se filiar ao PSDB, sigla que ele deixou no passado para ingressar no PSB e ser candidato ao senado.

Com bom trânsito no meio do tucanato nacional onde tem boas relações de amizade, Roberto entende que o partido não lhe criará dificuldades para ser candidato a governador.

Outro ponto positivo para o senador maranhense é o fato de que o PSDB deverá apresentar forte nome para uma candidatura a presidência da república (governador Geraldo Alckmin, de São Paulo, é o mais cotado) e assim embalar sua candidatura no Maranhão.

Nesse momento o prefeito Luciano Leitoa e seus aliados devem está torcendo pela saída de Rocha.

 

Quem não foi Sarney no passado, hein?

Os tempos mudaram e a força política do grupo Sarney já não é mais a mesma. Homem que mandou e desmandou no estado por décadas, o velho oligarca ao ver seu grupo perder as eleições para o governador Flávio Dino em 2014, foi obrigado a viver uma nova realidade com a perda do poder político.

A foto acima diz tudo. Em passagem na semana passada por São Luis para pedir votos aos deputados federais por sua reeleição, o atual presidente da Câmara Federal Rodrigo Maia (DEM), escolheu o ex-presidente José Sarney para articular uma reunião com os deputados maranhenses. O ex-presidente da república conseguiu tão somente quatro deputados federais, dos atuais 18 que o estado possui em Brasília.Victor Mendes (PSD), Juscelino Filho (DEM), João Marcelo (PMDB) e o ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho (PV), foram os poucos que deram as caras no encontro.

 

Amigo de Alexandre Almeida cotado para vaga no Supremo Tribunal Federal

Amigo muito próximo do deputado estadual Alexandre Almeida, o advogado e ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Marcus Vinicius Furtado Coêlho, integra a extensa lista de apostas daqueles que estão cotados para ocupar a vaga deixada pelo ministro Teori Zavascki , morto na semana passada em acidente aéreo no litoral do Rio de Janeiro.

A escolha do novo ministro caberá ao presidente Michel Temer e Marcus Vinicius é o nome que agradaria a classe dos advogados.

Natural da cidade de Paraibano, no interior do Maranhão, Marcus Vinicius Furtado Coelho enfrenta disputa das mais acirradas para a vaga no Supremo. Na bolsa de apostas nada menos que sete nomes, incluindo o seu, integram a lista. Jurista Herman Benjamin, atual presidente do STJ Laurita Vaz, jurista Clémerson Clève, Nancy Andrighi,  ministra do STJ, Jurista Heleno Torres, além de Sérgio Moro, são os outros concorrentes mais citados nos bastidores.

 

A difícil missão de pegar Jorge Arturo
Quem conhece o advogado Jorge Arturo, o Jorginho (na foto ao lado), garante que será muito difícil que o ministério público e a polícia civil consigam provar que o mesmo teve participação que possa incriminá-lo no mega esquema de corrupção ocorrido no governo Roseana na concessão de isenções fiscais a empresas. De acordo com o ministério público estadual, o esquema  deixou um rombo que ultrapassa os 400 milhões de reais.
Organizado, o advogado Jorginho já estaria com tudo pronto para se defender das acusações de que foi um dos cabeças da fraude. De acordo com os que o conhece, todos os seus atos são sempre declarados a receita federal.

Jorge Arturo também tem a seu favor o fato de não ter como advogado o poder de conceder isenções fiscais a nenhuma empresa. Ele apenas teria sido contratado para fazer uma peça do direito com o projeto de isenções, mas que foi chancelada pelo Tribunal de Justiça, cumprindo assim uma missão que caberia a qualquer advogado. A concessão da isenção é de estrita responsabilidade da governadora da época Roseana Sarney que aplicou o programa e através da secretaria de fazenda comandada pelo ex-secretário Cláudio Trinhcão.

 

Cadê o Trinchão?

À propósito de Cláudio Trinchão (na foto logo acima), onde andará o ex-secretário de Roseana?  Apontado por muitos como um dos mais capacitados secretários da gestão da ex-governadora, após o escândalo das isenções fiscais o homem desapareceu. Pelo menos na esfera política onde antes do episódio ele se movimentava com influência no estado por ser o presidente regional do PSD, ele não é mais visto.

Tendo andado em Timon por várias vezes no período que antecedeu a eleição municipal e até recebido com sua candidatura de deputado federal em 2014 do deputado estadual Alexandre Almeida, durante a campanha do ano passado Trichão não deu as caras na cidade. Assim fez, claro, para que não fosse prejudicada a candidatura do companheiro de partido.

A dedicação do ex-secretário agora é fazer sua defesa contra as acusações feitas pelo Ministério Público …

 

Raimundo Silveira segue firme no mandato em Parnarama

O ex-prefeito de Parnarama, Dr. Davi,  ainda torce e se movimenta em bastidores com a esperança de que o atual prefeito eleito de Parnarama, Raimundo Silveira(na foto ao lado), possa ser cassado. A alegação é de que Silveira responde a uma enorme quantidade de processos e tem contas reprovadas pela Câmara de vereadores do município, o que deveria ter impedido sua candidatura.

Aliado de Dr. Davi, o deputado estadual Rafael Leitoa já fez até pronunciamento na assembleia reclamando da situação.

Os gritos de ambos não tem resultado em nada e Raimundo Silveira segue firme no mandato.

Na verdade depois que um prefeito eleito senta na cadeira, cassá-lo sempre foi missão  quase impossível…

 

A mentira que invadiu o país

O Departamento Nacional de Trânsito foi obrigado a desmentir no último dia 18 uma falsa informação de que a partir deste ano de 2017 haveria uma cobrança de anuidade para quem possui a Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Nesses tempos em que todo mundo pode ser propagador de informações na rede, a notícia circulou com velocidade imensa na internet

De acordo com o texto, a cobrança seria enviada para a casa dos condutores, e caso não fosse paga, a CNH seria invalidada.

“ A única taxa relacionada à CNH é a de renovação do documento. O prazo é de validade é de 5 anos para pessoas de até 65 anos e de 3 anos para pessoas acima de 65 anos”, desmentiu a nota do Departamento Nacional de Trânsito.

Notícia tem que ser coisa séria, investigada, apurada…

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael