Logo Elias Lacerda
Clínica São Rafael

Igreja Batista Filadélfia ganha Copa de Futsal que promoveu integração entre evangélicos de Timon

Igreja Batista Filadélfia, campeã da Copa Evangélica

Igreja Batista Filadélfia, campeã da Copa Evangélica

A Copa Evangélica de Futsal 2019, promovida pela Prefeitura Municipal de Timon, por intermédio da Secretaria Municipal de Esporte, Juventude e Lazer (SEMEJ), foi uma competição diferenciada. Não no seu aspecto competitivo e de disputa – que era a proposta secundária do evento – mas, sobretudo, pelos momentos de comunhão e integração que ocorreram entre centenas de jovens representantes de 12 equipes que entraram em quadra. Na disputa da partida decisiva pelo título, entre a Igreja Batista Nacional Filadélfia e a Primeira Igreja Batista, a comunhão se manteve, sempre regada pela oração e aos pedidos de bênçãos e proteção para ambas.

Primeira Igreja Batista, vice-campeã

Primeira Igreja Batista, vice-campeã

No jogo em quadra, a cada lance, embora disputando o troféu de campeão, o que prevaleceu foi a confraternização e a integração entre os atletas. O time da Batista Filadélfia conseguiu a taça ao vencer pelo placar de 5 a 0. Após a conquista, o pastor Hortenilson Ursulino reafirmou os propósitos e objetivos da SEMEJ, os quais foram alcançados ao longo da competição.

“A meta da Secretaria de Esportes era realizar uma competição que juntasse os evangélicos e um momento de comunhão entre as igrejas de Timon e esse propósito foi alcançado. Conseguimos reencontrar amigos de outras igrejas e isso foi bem visto, assim como o trabalho desempenhado pela equipe da secretaria. O título que conquistamos é consequência da nossa comunhão, mas sem desmerecer os demais times participantes”, conta Hortenilson.

01

A Copa Evangélica também contribuiu com o aspecto social, tendo em vista que o regulamento previa que, nos casos de advertências por cartões (dois amarelos ou vermelho), cada equipe deveria doar uma cesta básica. Todas as cestas foram dadas a pessoas carentes.

 

O coordenador da Copa Evangélica, Danilson Monteiro, acredita que a competição alcançou o que foi proposto pela SEMEJ. “Eu avalio de maneira positiva, sempre procuramos apoiar esta classe de pessoas, pois sabemos que são muitos e a grande maioria pratica esporte e sempre participou de nossas competições. Então, surgiu a ideia desta competição. A SEMEJ deu todo o suporte necessário para atender a participação de várias comunidades religiosas, que se confraternizaram. O objetivo foi alcançado. Esta foi a primeira de muitas outras que virão”.

02

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

*
*

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael